quinta-feira, 19 de abril de 2012



É preciso aceitar as lutas, as dificuldades e as fraquezas para que a própria imperfeição se redima.

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Porque rir é o melhor remédio :D #1

A diferença entre ser sogra do genro e sogra da nora

Duas senhoras encontram-se após um tempo sem se verem. Uma pergunta à outra:
- Como vão os teus dois filhos... a Rosa e o Francisco?
- Ah! querida... a Rosa casou-se muito bem. Tem um marido maravilhoso. É ele que se levanta de madrugada para trocar as fraldas do meu netinho, faz o pequeno-almoço, lava a louça e ajuda a limpar a casa. Só depois é que sai para trabalhar. Um amor de genro! Benza-o, ó Deus!
- Que bom, amiga! E o seu filho, o Francisco? Casou também?
- Casou sim, querida. Mas tadinho dele. Casou-se muito mal... Imagina que ele tem de se levantar de madrugada para trocar as fraldas da minha netinha, fazer o pequeno-almoço, lavar a louça e ainda tem ajudar a limpar a casa! E depois de tudo isso ainda sai para trabalhar, para sustentar a preguiçosa da minha nora!

A auto-estima é tudo!

Um dia, a Rosa encontrou a Couve-flor e disse:
- Que petulância chamarem-te flor! Vê a tua pele: áspera e rude, enquanto a minha é lisa e sedosa.
Vê o teu cheiro: desagradável e repulsivo, enquanto o meu perfume é sensual e envolvente...
Vê o teu corpo: grosseiro e feio, enquanto o meu é delicado e elegante. Eu, sim, sou uma flor!
E a couve-flor respondeu:
- HELLOOOOO!!! QUERIDAAAA!!! ACORDAAAAAAA!!! De que adianta ser tão linda, se ninguém te come???

terça-feira, 17 de abril de 2012

Sansão, o novo habitante lá em casa!

Ainda não se completaram quatro meses após a partida da Lira e a casa enche-se de alegria de novo.
Desta vez, optamos por não crer uma menina! Não só pelos inconvenientes (muitas vezes indesejados) da maternidade, mas e sobretudo porque ainda não há quem possa ocupar o lugar vazio deixado pela Lira, que ocupou os nossos dias e corações durante quase 13 lindos anos.
Assim surge o Sansão!
  


Que, na adaptação à nova casa, durante alguns dias, teve a companhia da sua mana, a Wendy...


A Wendy foi ontem entregue à dona e irá viver para o Redondo.
Há momentos em que sentimos tanta saudade que o coração chega mesmo a doer...

sexta-feira, 13 de abril de 2012

Projecto Amelie

"Pequenas acções que tenham como objectivo mudar o mundo, ou os pequenos mundos em que vivemos. Acções desinteressadas, que façam alguém sorrir, sentir-se melhor, emocionar-se, etc. Qualquer coisa que mude o dia-a-dia de algumas (mas basta uma) pessoas"

Esta semana fui a Lisboa à noite, parei num semáforo e, eis que algo me desperta a curiosidade, o vermelho para parar estava diferente! Tinha um simpático CORAÇÃO :)  "Quem terás sido o romântico? Que querido!" - pensei de imediato!

"Amélie Poulain" espalha surpresas por LisboaApós uns dias (hoje) eis que percebo que é bem mais que isso! Foi "obra" de um jovem lisboeta - Martim Dornellas (que infelizmente não conheço, mas de quem já gosto muito!) - que andou a espalhar mensagens positivas por Lisboa. O seu objectivo é mudar pequenos mundos com pequenas acções. Que louvável!!!

Deixo-vos, de seguida, um pouco deste projecto que a meu ver é super necessário nos nossos dias...
@ Projecto Amelie
Recados em locais públicos onde se lê "estás muito bonita", etiquetas nas teclas do multibanco que oferecem "2 beijos" ou "20 abraços" e semáforos transformados em corações. 

O mundo fantástico de Amélie Poulain, a jovem francesa que gostava de fazer pequenas surpresas para tornar as pessoas à sua volta mais felizes, chegou a Lisboa. Por detrás do Projecto Amelie está Martim Dornellas, lisboeta de 37 anos, que se inspirou na personagem francesa, no grupo de movimentos espontâneos "Improvement Everywhere" e no Ze Frank ChillOut Song (projeto de um artista que compôs uma música a partir da contribuição de várias vozes e "ofereceu" o resultado final a uma mulher que lhe confessou, por email, sentir-se sozinha e triste na nova cidade onde vivia). 

"A acção que mais impacto causou até agora foi a que transformou as luzes vermelhas dos semáforos em corações."



Os primeiros foram colados pelo Projeto Amelie mas alguém gostou tanto da ideia que "começou a espalhar os corações pela cidade inteira". "Como o objetivo do projeto é impactar pessoas, penso que esse é o que tem cumprido melhor o objetivo", explica Martim. 

O projeto não tem data para terminar. Enquanto achar que consegue surpreender as pessoas, Martim vai continuar a reunir ideias contando com as "contribuições dos outros".

No futuro, este "sócia" português da Amélie espera ampliar o conceito e fazer um projeto semelhante mas "com a colaboração de muita gente". Quanto a quem passeia por Lisboa e pelas redes sociais, vale a pena estar atento porque as surpresas - e os sorrisos - podem estar onde menos se espera.

Clique
AQUI para visitar o Tumblr do Projecto Amelie e AQUI para aceder ao Facebook.



Se precisa de muitas palavras para dizer o que pensa, pense um pouco mais!

segunda-feira, 9 de abril de 2012

Um presente muito especial :)

Estou a completar dois meses na casa em que iniciei a “aventura do voluntariado” e, a cada dia (graças a Deus) está a ser melhor.
Feliz coincidência, ou não, hoje levo-lhes um presente. Levo-lhes um presente de Páscoa, algo feito por mim com todo o coração e com muito carinho. Sei que é contrário ao sentido da Páscoa e até um pouco pagão… Mas, continuo a adoçar corações como “arma de cativeiro”. Sim!!! Não é de hoje, que os chocolates são para mim uma forma de atingir objectivos…
De seguida as fotos do presente, que modesta a parte, está muito fofinho:





"Não é preciso entrar para a história para fazer um mundo melhor"
(Ganghi)