terça-feira, 19 de junho de 2012

Um pouco mais... de paciência


É difícil compreender o rumo da vida em alguns momentos... Mas há uma coisa de que nunca nos podemos esquecer: nada acontece por acaso!
Por vezes, o melhor parece ser o pior, e o certo aparenta ser errado, mas tudo faz parte! Tudo contribui para o nosso crescimento e tudo tem um porquê.
Viver vai muito além das nossas explicações e ultrapassa todo e qualquer entendimento….
Há que nunca desanimar, mesmo quando tudo nos parecer obscuro!
Basta ter apenas um pouco mais de paciência…

Adoro o Verão #3

quinta-feira, 14 de junho de 2012

Muito bom :)


Duas orelhinhas para ouvir! Ou talvez não...

A natureza deu-nos duas orelhas e uma só boca para nos advertir que se impõe mais ouvir do que falar.

Mas a maioria das pessoas nem se apercebe disso.
Porquê que as pessoas não sabem/querem ouvir? E depois, ainda há aqueles que com as suas atitudes falam tão alto, mas tão alto, que ninguém os consegue ouvir.
Só posso concluir que, para algumas pessoas, não é suficiente terem duas orelhas!

quarta-feira, 13 de junho de 2012

Objectivos para breve:

1.º - Chorar
Já não o faço à algum tempo e estou mesmo a precisar de libertar as toxinas do meu corpo!

2.º - Estar sempre ocupada
Algo que não me é difícil! A ocupação ajuda-me a esquecer...
E com esta ocupação, agora que se aproxima "o tempo livre" no topo da lista está o regresso à actividade física! É já amanhã que tenho encontro marcado com uma corridinha e o ginásio não pode ser mais adiado.

3.º - Passar tempo com os amigos
Ora aí está o que me faz mesmo muita falta. Sinto tanto a falta de estar algum tempo com qualidade junto daqueles que de facto são meus Amigos. Junto daqueles que para além do certo ou errado, me apoiam sempre! Nós próximos tempos, lá vou eu até Madrid, Coimbra e Alentejo...

4.º - Evitar certa(s) pessoa(s)
Nada melhor para esquecer! A minha mãe diz inúmeras vezes "olhos que não vêem, coração que não sente!" :)

5.º - Conhecer pessoas e lugares novos
E eu até nem gosto nada!!! :)

6.º - Evitar as coisas ditas "românticas"
Não há nada que nos ponha mais em baixo do que as lamechas cenas românticas de filmes e afins!

7.º - Cuidar do EU
Quando mimamos um pouco o nosso corpo, todo o nosso bem estar geral, melhora significativamente. E uma boa ida ao cabeleireiro, uma massagem ou um tratamento de beleza são sempre grandes aliados de qualquer mulher que necessite. Nunca nos deixam mal!

8.º - Aceitar todo o processo
É importante ir rezando, agradecendo e pedindo por cada objectivo alcançado. E aceitar que as coisas demoram o seu tempo!



terça-feira, 12 de junho de 2012

Porque rir é o melhor remédio :D #3





"O talento educa-se na calma, o carácter no tumulto da vida"

Goethe

Incompreensões

Há dias muito complicados!
Há pessoas muito complicadas!
Há demasiadas coisas que não entendo!


Hoje, após com quase* 3 dezenas de anos vividos, vejo praticamente todas as coisas de outra forma e agradeço por assim ser… Vejo claramente os erros que cometi no passado devido ao achar-me “crescida” e “dona da (minha) verdade” e reconheço que me faltou, em determinados momentos da vida, a humildade e o perdão. Mas hoje estou diferente!
Hoje reconheço que não sou nada perfeita e tão pouco detentora de toda a verdade. Hoje, mais do que nunca, sei ouvir, observar, avaliar e pensar (muito) antes de falar… E, acima de tudo, hoje admiro cada vez mais os mais sábios, mais experientes, mais velhos e os melhores que eu! Contudo, há coisas que não entendo e sofro um pouco com isso.
Não consigo entender certas e determinadas coisas! Nem tão pouco aceitar… Doí-me o coração quando vejo pessoas muito novas a passar por cima dos outros, a não saber (ou querer) escutar, a tentarem por qualquer preço serem sempre donas da razão e, consequentemente a minarem o espaço à sua volta com valores tão pouco morais e com isso a destruírem o que de melhor possa existir num determinado grupo!
Eu até percebo que existam dias complicados, pessoas complicadas, mas há coisas que não percebo mesmo! E não se trata de estar do lado ou não da razão, trata-se de bom senso!


*Nota Importante: Ainda falta um pequeno grande quase!!! :)

sábado, 9 de junho de 2012

Mais um ano...

Nesta altura do ano - em que estou sempre extremamente cansada -  sou sempre consumida por um misto muito grande de sentimentos que, não sei se sei gerir convenientemente!
Estranhamente, este ano passou muito mais depressa do que todos os outros (embora diga o mesmo todos os anos), mas este foi mesmo muito rápido! E agora é tempo de iniciar um balanço.
Aprendi que os balanços se devem fazer com tempo e carinho, por isso desvendo apenas um bocadinho... Este meu ano foi ousado, complicado e muito mais que se esquece por não valer a pena... mas foi um ano quase sempre muito feliz!
E, apesar das muitas contrariedades, do muito ar consumido em vão, das enumeras respirações fundas e do excesso de calma e paciência consumido, posso dizer que nem tudo pode ser encarado como menos bom!
E a maior prova disso está no que o meu coração sente quando "os meus meninos" me vêem como alguém que lhes transmite PAZ. Obrigada!!! Sinto muito orgulho em vocês :)


Acredito que, tal como vocês me disseram hoje, o futuro na nossa igreja será muito melhor e vocês são o futuro!

terça-feira, 5 de junho de 2012

Constantemente sinto saudades das coisas que perco, mas não as quero de volta. Já doeu uma vez!

sexta-feira, 1 de junho de 2012

Um agradecimento especial

No passado domingo (na missa da profissão de fé) reencontrei uma amiga do passado, que me fez sentir uma nostalgia tão boa dos tempos que passei com Ela…
Foi e, de certa forma, será sempre uma pessoa muito importante na minha vida. Ela ensinou-me, mostrou-me, transmitiu-me e deu-me muitas coisas boas! Sobretudo valores! Valores, que hoje já não se encontram em qualquer um… Posso, com certeza, garantir que fui uma adolescente muito mais feliz do que teria sido, se Ela não tivesse feito parte desse tempo. Ela era para mim (hoje já nem tanto, porque infelizmente “a vida” nos afastou) aquele exemplo que um dia eu queria seguir! E, não querendo patentear-me muito, acho que consigo aproximar-me um bocadinho daquela “imagem boa” que em adolescente eu tinha dela.
Nem sempre reconheci, como reconheço hoje, a importância que Ela teve na construção do que eu hoje sou. A  importância do me ensinou e a influência positiva que isso hoje tem na minha forma de estar e ser igreja.
Talvez seja da idade, mas no domingo ao ver que eu hoje estou do outro lado, ao ver que deixei de ser a adolescente, para ser eu a ter “a meu cargo” adolescentes, senti um misto de coisas tão saudosistas como conscientes…
Agora, passados alguns anos, sou eu que tenho a missão de lhes mostrar que, mais do que saber muitas coisas, há valores que devem prevalecer sempre! Serei capaz??? Às vezes tenho algumas dúvidas, pois (e como pude compartilhar com esta amiga) Ela transmitiu-me muitas coisas, mas nunca me disse o quão difícil ia ser a caminhada…
Ambas temos os nossos defeitos e feitios e, no passado, possivelmente até nos magoamos sem necessidade. Contudo, da minha parte (e acredito que seja reciproco) não existem ressentimentos.
Obrigada MC!

Locais a visitar #2

Lisboa!!!
Pois bem, acho que nem todos sabem mas adoro Lisboa... A baixa, os bairros, as ruas de calçada (embora impróprias para saltos altos), as lojas... Ai as lojas!

Em relação a estas, num futuro próximo, e talvez já nestas nas férias (se o tempo der para tudo), quero ir pessoalmente conhecer duas: 1.ª Art on Shoes - A razão é obvia, porque sou louca por sapatos! E, desde que soube desta loja que gostava de lá passar; primeiramente para conhecer e depois, quem sabe, para me apaixonar por algum sapatinho ao ponto de não mais os largar e de ter que os trazer para casa! 2.ª Bazaar-Chiado "A casa de bonecas que é um sonho de mulher" - Porque um dia eu sonhei em ter uma lojinha assim :)

Feliz dia das Crianças!