quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

#9 Conversas



 - Bom dia. Mas que bem, que bonita que está hoje!
 - Obrigada. Eu sou sempre bonita...
 - Sim, isso é verdade.
 - Bonita por dentro! E nem sempre se vê por fora.
(risos)
 - Sim!
 - Isso é o mais importante e é isso que realmente importa!


E continua...

Porquê que eu ainda me decepciono com as pessoas (algumas)?


"Sim, está tudo bem, obrigada!"

Parece um labirinto, um confronto pessoal, uma luta sem volta a dar... Mas a verdade é que, muitas vezes e de muitos modos esta sensação surge. E continua...
Bem sei que as pessoas não são todas iguais e que não devemos esperar retorno dos nossos bons actos. Também sei que não sou propriamente uma pessoa que espelhe facilmente o que está a sentir... Mas há limites! Acho que, em algumas crircunstâncias da vida, nem que seja por boa educação, de nada custa um simples "está tudo bem?".

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

:'(

Muitas vezes, pedir um abraço é um modo educado de dizer: “empresta-me o teu peito, porque a dor já não cabe mais só no meu”.

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

#1 - Em oração




Porque faz todo o sentido, porque sou uma pessoa de fé, porque gosto de rezar, porque difundir a fé é urgente, porque o momento é crucial, porque faltava "isto" aqui no blog, porque sim! E por tantos outros porques, vou passar a publicar com alguma frequência pequenas (grandes) orações...



"Senhor, como Sois bom para comigo!
É o Vosso amor que me purifica.
Ajudai-me a não ficar centrado
nas minhas limitações, confrontos,
ansiedades e medos que tanto me fazem sofrer.
Não é ficando a olhar
para estas coisas que eu me purifico.
Ficarei igual ou até mais atormentado.
Ajudai-me a ter sempre a força
de orientar o meu olhar para Vós,
Dador de toda a força,
amor e graça que me purifica
e me transforma à Vossa imagem.
Que eu Vos siga e me deixe amar por Vós!"
                                                                                     

Vida versus Morte

Depois de uma manhã que consigo adjectivar, no mínimo como “complicada”, chego ao trabalho e na capa do jornal diário, "ironicamente" para completar o meu (mau) estado de espírito, encontro uma mãe que envenenou duas crianças e de seguida se suicidou. Que grande cena!

Rapidamente dei por mim a pensar na disparidade da que existe entre a vida e a morte, mais na disparidade entre o crer muito viver e o acabar com uma (várias) vidas!
Num mundo onde tantas pessoas lutam diariamente pela VIDA, e refiro-me somente no mais verdadeiro sentido das palavras, como é que há alguém que escolhe a morte? Como é que tantos lutam por viver, dando e fazendo de tudo para puderem ter mais um dia, uma hora, um minuto, um mísero segundo que seja… e depois, há quem não se importe e põe um fim a tudo? Quantas mães lutam diariamente pela vida dos seus filhos e esta retirou-lhes a vida? Meu Deus, misericórdia!!!

Quero salientar que não estou, nem quero julgar ou condenar esta mãe. Até porque, a esta hora, muito provavelmente ela já terá tido o seu derradeiro julgamento – o julgamento divino – mas não deixo de ficar em conflito! Como é que pode isto acontecer?

Voltei a lembrar-me das palavras do Pe Luís: "Este é o resultado de uma vida sem Jesus!" aquando de um tema semelhante que publiquei aqui.


Espero apenas que os três descansem em paz e que a misericórdia e a graça de Deus estejam com aquela família…

sábado, 26 de janeiro de 2013

Em tempo de espera...

 
Se há coisa que eu não gosto é de esperar!!!

#8 Conversas

 - (...) Já tenho saudades de ir até ao moinho beber café...
 - Isso é um convite?
 - Para hoje não, mas pode ficar para outro dia?
 - Eu hoje também não posso. (Mas se quisesse mto poderia) Podemos combinar isso para outro dia sim.
 - Temos de combinar isso...
 - Temos que ter em conta a minha agenda que anda sempre super preenchida, Queres marcar com antecedência?
 - Se for preciso desmarcas... Não me digas que não é um bom pretexto para uma desmarcação na tua agenda? Com quanto tempo de antecedência tenho de marcar?
 - Um trimeste mais ou menos... Acho que é a antecedência mínima!
 - Isso é a mesma coisa que estares a dar uma nega...
 - Estou a brincar! Posso amanhã à noite. Não sei se posso pra a semana e na outra já não posso... Não posso, não posso, não posso...
 - Amanhã não posso eu. Depois combinamos isso...
 - Pois nós somos incompatíveis, com muita pena minha!

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

;D

"beijocar"

Pode não parecer, aliás acho mesmo que não transpareço nada! Mas, a verdade é que sou uma pessoa que gosta de beijos! Gosto de dar e de receber, mas apenas àqueles a quem vale a pena, e talvez por isso, sejam poucos os que sabem que eu gosto muito de beijocas… Ora vai daí e este questionariozinho :) vem mesmo a calhar!


(Confesso eu estava à espera de outro tipo de perguntas, mas aguardo pacientemente pelos resultados!)

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013



Não se arrependam jamais de terem conhecido determinadas pessoas. Porque pessoas boas trazem felicidade à vida, as pessoas sem importância trazem experiências e as pessoas más trazem sempre uma lição. Em todas as ocasiões sempre se ganha alguma coisa! Porque na vida tudo o que aprendemos nos transforma em vencedores!

Só o Vosso Amor e Graça me bastam! :)

«O homem é capaz de ser tenaz,
esforçado e incansável;
suportar privações ano após ano,
mas contanto que tenha a meta diante dos olhos;
se se lhe tira isto,
a sua capacidade de tensão rompe-se;
a vida parece-lhe carente de sentido
e com grande facilidade
chega à recusa de tudo.
No entanto, para o verdadeiro crente,
a submissão à vontade de Deus o retém
diante das contradições da vida.»

Santa Teresa Benedita da Cruz, cf. Autobiografia 2.1

Senhor, que sou eu, sem Vós?
Nada sou.
Criastes-me
e sustentais a minha vida a cada momento
e como se isso não bastara,
encheis-me continuamente do Vosso Amor e Graça
e semeais a confiança no meu coração,
mesmo nos sofrimentos.
Sem Vós que sentido teria toda a minha vida?!
Que sentido teriam os meus sofrimentos,
as incompreensões, os problemas porque passo?!
Donde me viria a força para amar,
para dialogar, para perdoar?!
Sem Vós a meu lado
nada posso e nada sou.
Senhor, aumentai a minha Fé
e a certeza do Vosso Amor por mim!

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

A paz que hoje procuro...

A paz que hoje procuro para guardar no meu peito é tão diferente da paz que eu sonhei um dia…
Quando se é (muito) jovem ou imatura, imagina-se que ter paz é poder fazer o que se quer, puder parar, repousar, ficar no silêncio e jamais enfrentar uma contradição ou uma decepção. Todavia, o tempo vai-nos mostrando que a paz é uma outra coisa. A paz é o resultado do entendimento (ou não) de algumas lições importantes que a vida nos oferece.
A paz está no dinamismo da vida, no dia-a-dia, no trabalho, na esperança, na confiança, na fé…
Ter paz é ter a consciência tranquila, é ter a certeza de que se fez o melhor ou que, pelo menos, se tentou.
Ter paz é assumir responsabilidades e cumpri-las, é ter serenidade nos momentos mais difíceis da vida.
Ter paz é ter ouvidos que ouvem, olhos que vêm e boca que diz palavras que constroem.
Ter paz é ter um coração que ama.
Ter paz é brincar como as crianças, voar como os passarinhos, é conseguir ouvir o rio que desliza sobre as pedras e o embalar dos ramos verdes que das suas águas se espreguiçam.
Ter paz é não querer que os outros mudem somente para nos agradar, é respeitar as opiniões contrárias e saber valorizar o que está certo, é esquecer ofensas e não guardar rancor.
Ter paz é aprender com os próprios erros, é dizer não quando é não que se quer dizer! E dizer sim sempre que este se impõe.
Ter paz é ter coragem de chorar ou de sorrir quando se tem vontade. É ter forças para voltar atrás, para pedir perdão, refazer o caminho e agradecer sempre.
Ter paz é admitir a própria imperfeição e reconhecer os medos, as fraquezas, as carências…
A paz que hoje procuro para guardar no peito é a tranquilidade de aceitar os outros como são, e a disposição para mudar as minhas próprias imperfeições. É a humildade “do não sei tudo” e do crer aprender constantemente. É a vontade de dividir o pouco que tenho e de não me aprisionar ao “se não possuo”. É melhorar o que está ao meu alcance, aceitar o que não pode ser mudado e ter lucidez para distinguir uma coisa da outra. É admitir que nem sempre tenho razão e, mesmo que tenha, é não obrigar ninguém a ela.
A paz que hoje procuro para guardar no meu peito é assente na confiança Naquele que tudo criou. Mas essa paz esbate-se no horizonte dos meus dias e está tão longe de ser alcançada…

terça-feira, 22 de janeiro de 2013

O mundo precisa de atitudes, não de opiniões! Nenhuma opinião mata a fome ou cura doenças.



#10 - Dicas para o homem perfeito

Num deste últimos dias li algures no blog da pipoca qualquer coisa como "mulheres solteiras deste país acrescentem já à vossa lista de requisitos para tornar um homem num potencial marido esta condição imprescindível: ter Bimby". Ora eu cá não concordo, não vou nunca acrescentar, nem acho que seja essencial!!!

Pois bem, se queremos um homem perfeito ele terá que saber cozinhar e bem, certo?
De que nos serve um homem com o acréscimo de uma Bimby? Qualquer pessoa sozinha consegue mandar meia dúzia de ingredientes para uma panela eléctrica e fazer uma refeição divinal!

O homem perfeito terá que ser bom na cozinha. Terá que saber cozinhar e não só os pratos básicos, convém que saiba fazer alguns mais complicados, terá que ajudar nas refeições (não é só comer!) e ainda ter a capacidade de não deixar a cozinha de "pernas para o ar"! 

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

#7 Conversas


- Olá! Como está?
- Bem.
- Bem e sempre bela...
- Oh obrigada!
- ...Bela, fresca e fofa.
- Fofa sim, já fresca nem por isso. É que hoje é 2.ª Feira!

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Para Deus? O melhor!

Parece-me que este assunto, não pode passar sem ficar aqui registado!
Acho que já havia referido por aqui que, felizmente, conheço muitos padres, alguns deles pessoas ímpares e muito especiais, mas este (infelizmente) não conheço.
Chama-se Georg Gänswein, é o secretário pessoal do papa Bento XVI (o que só por isso, já é mais que suficiente para eu lamentar o facto de não o conhecer), é arcebispo e o novo Prefeito da Casa Pontifícia e esta semana tem sido notícia em diversas revistas e jornais internacionais e nacionais, tendo mesmo sido capa de uma revista italiana.
Imaginem o motivo?

A verdade, é que podia muito bem, ter a ver com alguma polémica da igreja ou com algo que "inventaram" sobre o Papa ou sobre a Igreja, mas não! Desta vez (estranhamente) não é nenhuma polémica associada à Igreja e também não tem nada de mal (pelo menos aos olhos de alguns!).
O motivo pelo qual este arcebispo alemão de 56 anos é noticia,  deve-se à sua beleza! E até já o apelidaram de "George Clooney" do Vaticano! 
Pois, a mim pessoalmente, parece-me que olhando para a idade o motivo é bem plausível! E se para Deus devemos dar sempre o melhor, porquê tanta estranheza? Depois, à muito que a igreja deixou de ser um local de padres velhinhos, barrigudos e do tipo "patinho-feio"... Se para Deus o melhor! Então que este homem de Deus seja de facto um Belo Homem de Deus!


Algumas curiosidades que me agradaram muito mais que a sua beleza:
Nasceu em Waldshut, na Alemanha, a 30 de Julho de 1956.
Foi ordenado sacerdote a 31 de Maio de 1984.
Gosto particularmente das datas!!!

quinta-feira, 17 de janeiro de 2013



"O maior valor da vida não está no que você obtém, mas sim no que você se torna!"

Todos temos um pouco de raposa e deixamo-nos cativar...

Nesta vida se há coisa que valorizo são as pessoas…

Gosto das pessoas e do valor de cada uma delas. Gosto de acreditar nas pessoas. Gosto de conhecer pessoas. Gosto de estar rodeada de pessoas e de me entusiasmar com elas. Gosto de me relacionar com as pessoas, de criar laços, de ligações mais ou menos intensas, umas breves e outras que ficam para todo o sempre... Gosto da genuinidade, da espontaneidade e da verdade que ainda possa existir nas pessoas. Mas, no reverso de tudo isto, está a dificuldade em encontrar pessoas que valham a pena! Pessoas que mereçam esta descoberta...
Infelizmente há um crescente número de pessoas amargas, amarguradas, tristes, fechadas, que estão de mal com a vida e por isso não se deixam cativar… E isto faz-me lembrar uma história muito bonita (para mim das mais bonitas de sempre!):
- O principezinho e a raposa.

«E foi então que apareceu a raposa:
- Bom dia! - disse a raposa.
- Bom dia! - respondeu polidamente o principezinho, que se voltou, mas não viu nada.
- Eu estou aqui... - disse a voz, debaixo da macieira...
- Quem és tu? - perguntou o principezinho, - Tu és bem bonita...
- Sou uma raposa. - disse a raposa.
- Vem brincar comigo. - propôs o principezinho. - Estou tão triste...
- Eu não posso brincar contigo, - disse a raposa. - Não me cativaram ainda.
- Ah! Desculpa! - disse o principezinho. - Que quer dizer "cativar"?
- É uma coisa muito esquecida. Significa "criar laços..."
- Criar laços?
- Exactamente. - disse a raposa. - Tu não és ainda para mim senão um garoto inteiramente igual a cem mil outros garotos. E eu não tenho necessidade de ti. E tu não tens também necessidade de mim. Não passo a teus olhos de uma raposa igual a cem mil outras raposas. Mas, se tu me cativas, nós teremos necessidade um do outro. Serás para mim único no mundo. E eu serei para ti única no mundo... Se tu me cativas, a minha vida será como que cheia de sol. Conhecerei um barulho de passos que será diferente dos outros. Os outros passos fazem-me entrar debaixo da terra. O teu irá chamar-me para fora da toca, como se fosse música. E depois, olha! Vês, lá longe, os campos de trigo? Eu não como pão. O trigo para mim é inútil. Os campos de trigo não me lembram coisa alguma. E isso é triste! Mas tu tens cabelos cor de ouro. Então será maravilhoso quando me tiveres cativado. O trigo, que é dourado, fará lembrar-me de ti. E eu amarei o barulho do vento no trigo...
A raposa calou-se e considerou por muito tempo o príncipe:
- Por favor... Cativa-me! - Disse ela.
- Bem quisera,- disse o principezinho, - mas eu não tenho muito tempo. Tenho amigos a descobrir e muitas coisas a conhecer.
- A gente só conhece bem as coisas que cativou, - disse a raposa. - Os homens não têm tempo de conhecer alguma coisa. Compram tudo prontinho nas lojas. Mas como não existem lojas de amigos, os homens não têm mais amigos. Se tu queres um amigo, cativa-me!
- Que é preciso fazer? - Perguntou o principezinho.
- É preciso ser paciente, - respondeu a raposa. - Tu vais sentar-te primeiro um pouco longe de mim, assim, na relva. Eu olharei para ti com o canto do olho e tu não dirás nada. A linguagem é uma fonte de mal-entendidos. Mas, cada dia, vais-te sentar mais perto...
No dia seguinte o principezinho voltou.
- Teria sido melhor voltares à mesma hora, - disse a raposa. - Se tu vens, por exemplo, às quatro da tarde, desde as três eu começarei a ser feliz. E quanto mais perto for da hora, mais feliz me sentirei. Às quatro horas, então, estarei inquieta e agitada: descobrirei o preço da felicidade! Mas se chegares a uma hora qualquer, eu nunca saberei a que horas é que hei-de começar a arranjar o meu coração, a vesti-lo, a pô-lo bonito... São precisos rituais.
- Que é um ritual? - Perguntou o principezinho.
- É uma coisa muito esquecida também, - disse a raposa. - É o que faz com que um dia seja diferente dos outros dias; uma hora, das outras horas.
Assim o principezinho cativou a raposa. Mas, quando chegou a hora da partida, a raposa disse:
- Ai! – Exclamou a raposa – Ai que me vou pôr a chorar...
- A culpa é tua, - disse o principezinho. - Eu não te queria fazer mal; mas tu quiseste que eu te cativasse...
- Pois quis.
- Mas agora vais-te pôr a chorar!
- Pois vou!
- Então não ganhaste nada com isso!
- Ai isso é que ganhei! - Disse a raposa. - Por causa da cor do trigo… (...) Vou-te contar um segredo: (...) É muito simples: só se vê bem com o coração. O essencial é invisível para os olhos... (...) Os homens já se esqueceram desta verdade, - disse a raposa. - Mas tu não te deves esquecer dela. Ficas responsável para todo o sempre por aquilo que cativas... »


quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Objectivo para o futuro!

Não espere...

                                        
                          - que o tempo volte atrás;
                                - que os outros mudem simplesmente porque você quer;
                                - que o tempo lhe faça a vontade;
                                - que o mundo seja menos cruel;
                                - que todos se passem a amar como irmãos;
                                - que o horizonte deixe de ser infinito;
                                 NÃO ESPERE!
                                 - por quem partiu sem dizer adeus;
                                 - por um amigo que se perdeu;
                                 - por quem não soube valorizar a amizade, o amor, a partilha (…);
                                 - por quem perdeu o respeito pela vida!
"O valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso existem momentos inesquecíveis, coisas inexplícaveis e pessoas incomparáveis!"


Fernando Pessoa

domingo, 13 de janeiro de 2013

Sabem aquela sensação de que nos falta o ar?

Nos últimos dias, sinto-me assim: sem ar.
Tenho uma forte (e pouco habitual) necessidade de respirar fundo várias vezes - o que até já fiz vezes sem conta - mas, ainda assim, sinto um grande aperto no peito, que é quase tão estranho como assustador. Na verdade, também estou muito cansada, desanimada e hoje, após alguns acontecimentos menos felizes nos últimos dias, sinto-me sem forças! É difícil aguentar tanta coisa quando se está "sozinha".
Não sou a super-mulher e são muitas as vezes em que me esqueço disso!

quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Os benefícios do Chá

Eu sou um bocado "chalada", leia-se viciada em chás. No inverno quentinho cai bem com tudo e com nada, no verão bem gelado, refresca, não é doce e dá para variar dos litros de água que bebo (tenho uma pequena pedreira no rim esquerdo, por isso tenho que beber muita água, o que já não é sacrifício)!
Gosto de chás de toda a espécie e feitio, prefiro o chá feito com as ervinhas do quintal, mas também adoro inovar e experimentar novos sabores!
Quando compro um pacotinho de chá, seja onde for, também gosto de ler as composições e as misturas das ervas, pois algumas são mesmo muito boas nisto ou naquilo e assim alio o gosto ao bem estar. Por isso é bom saber que o chá tem benefícios e este artigo é mais uma boa noticia!
E já se bebia um chá quente, não?

quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

#9 - Dicas para o homem perfeito

Este post não dá nenhuma dica para o homem perfeito,
 mas como o estudo está muito bom
 e eu já estava para o publicar
há algum tempo (só agora houve oportunidade),
aqui fica. Muito bom!

#1 - O que dizem de mim

"A ti, (...), se fechar os olhos posso imaginar-te em constante actividade, a ajudar aqui, a resolver acolá, a endireitar mais ali, a pensar falta criar também cá. Tudo isto sem cair do salto alto, sem perder a energia, sempre com uma boa história para apontar."
 

DESEJOS PARA 2013

ü  Fé: Estamos todos a viver o Ano da Fé! Por isso quero crescer, crescer, crescer… Quero continuar a descobrir o meu caminho para o Senhor, quero ser semente de Fé levando e plantando a Fé naqueles que precisem, quero ter o coração disponível, quero crescer no sentido amplo do Ser Igreja, do Ser JMV, do Ser cristã!


ü  Saúde: O desejo “dos velhos”? Não o mais precioso dos desejos! Quero muito que eu e os meus possamos ter saúde. E que 2013, não me traga grandes dissabores, apesar de tudo! Cada vez mais, sei que não acontece só aos outros, por isso este ano é ano de arregaçar as mangas e lutar. Mas, que seja uma luta justa e que o final seja vitoriosa!


ü  Coração: É necessário que este se esvazie de velhos sentimentos e pessoas para que novas coisas possam caber, por isso desejo conseguir fazer uma limpeza radical e a fundo! Irá ficar sempre no baú das recordações alguma coisa, é certo… Mas, desejo conseguir deixar no “activo” somente aquilo que efectivamente vale a pena!


ü  Viajar: Sim, apesar da crise, tenciono viajar um pouco, ainda que seja muito “vá para fora cá dentro”. Portugal tem locais lindos e tenciono desfrutar deles. E já que neste campo, entrei com o pé direito no novo ano, espero que 2013 seja um ano repleto de "grandes" viagens. Algumas delas, aguardadas há muito, avizinham-se para este ano. Haja tempo, dinheiro e oportunidade!


ü  Trabalho: É importante e a base de tudo! Hoje em dia faço o que posso, onde e como posso e até gosto (às vezes) do que faço. Não sou loucamente feliz no meu trabalho e podia estar melhor... Mas, dadas as circunstâncias do país, eu tenho muita sorte pois tenho trabalho, estabilidade e regalias. Contudo, gostava que me surgisse uma nova oportunidade!


ü  Coisas: Gostava que 2013 me trouxesse menos coisas, tretas, tangas e bugigangas… Para este ano gostava de conseguir ter apenas o essencial, renunciar ao consumismo e ao materialismo. Tenho tanto e preciso de tão pouco! Mas, e porque há sempre um mas, gostava muito de… trocar de máquina fotográfica! Quando comprei a actual, chateada e contrariada, comprei (quase) a mais barata da loja, pois já era a 4.ª máquina em menos de 3 anos que entre quedas e roubos tinha sumido… Agora, quase 2 anos depois, arrependo-me. Esta nunca teve um problema, mas não me satisfaz! Assim e porque eu ficava eternamente feliz posso pedir como prenda de páscoa, do dia da criança, de aniversário e de pão por Deus uma Samsung NX1000???


ü  Crianças: Gostava (embora seja quase impossível) de voltar a ter um bebé lá em casa… Sim posso parecer louca e a minha mãezinha que não me oiça, mas queria mais um sobrinho/a! Mas também pode ser um afilhado/a!


ü  Tempo: Neste ano, quero ter mais tempo! Não dá, como ontem pedia a um Pe conhecido, para aumentar o tamanho das semanas? “Não, não me parece que quisessem alterar algo que já tem largos milhões de anos”. Mas, para este novo ano, quero ter mais tempo e tempo de qualidade! Quero ter mais tempo para mim e para os meus, para cuidar mais de mim e para fazer coisas com as pessoas de quem gosto, para me mimar e para receber mimos, para dedicar-me mais aos meus trabalhos manuais, para escutar, para admirar a natureza, para passear pelo campo e/ou junto ao mar, para amar, para saborear o sol, o vento e a chuva, para ouvir os passarinhos, para brincar com os bichos (de toda a espécie) lá de casa, para apreciar uma boa gargalhada, um filme de qualidade, uma refeição simples e deliciosa ou um mero gesto simples! Quero ter mais tempo para as coisas que me fazem feliz!


E estes são os meus grandes desejos para 2013, que tardaram mas chegaram!!!

terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Educação!


Uma das coisas que mais me irrita é a ausência do "Bom Dia!". Não suporto! E deixa-me completamente fula. Eu esforço-me para nunca me esquecer dele todos os dias, porquê que nem todos tentam fazer o mesmo? Oh pessoas (com quem sou obrigada a partilhar este mundo diário) não custa nada e é apenas uma questão de (boa) educação! Vamos lá esforçar-nos um bocadinho...

segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

Um dia difícil :(

Existem dias que são verdadeiramente difíceis: levantar cedo, com sono e a cama a chamar por mim e ainda assim, saber que é preciso levantar, vestir, sair, ajudar as crianças no mesmo processo doloroso e viver… É muito duro!
Hoje é daqueles dias difíceis, onde tudo se arrasta… Acho que todos já tiveram destes dias, mas eu odeio,. Odeio estes dias! E ainda por cima logo no inicio da semana... Sinto que foi um dia em vão!!!
Este desânimo que me assaltou à instantes só pode estar associado ao cansaço. Ando verdadeiramente cansada! Dezembro foi um mês de loucos: os dias que antecederam o Natal foram demasiado extensos e as noites demasiado curtas. Depois veio os preparativos para o fim-do-ano, os jantares de Natal (dentro e fora do prazo), depois a viagem e a passagem do ano... E o descanso? Esse foi ficando sempre em segundo plano!
Também, nestes primeiros dias do ano o frenesim tem sido grande e as horas de sono são pouquíssimas e eu sou uma pessoa que precisa de dormir!!! Aliás eu sou uma pessoa que precisa de dormir muito e de dormir direito (o que a verificar pelo estado em que "acordam", todo o santo dia, a minha cama e o meu corpo não se tem verificado).
É urgente e oficial EU PRECISO DE descansar, dormir direitinho, comer menos e melhor e cuidar mais da saúde. E esta é, de facto, a melhor altura de definir prioridades e, se não dá pra fazer tudo hoje, não o vou fazer! Embora tenha n coisas acumuladas/atrasadas.

Hoje vou apostar numa boa noite de sono e amanhã dou inicio a um novo processo!

quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

Viva o ano novo!!!

Morre lentamente quem não viaja,
quem não lê,
quem não ouve musica,
quem não encontra graça em si mesmo.

Morre lentamente quem destroi o seu amor próprio,

quem não se deixa ajudar.

Morre lentamente quem se transforma em escravo do hábito,

repetindo todos os dias o mesmo trajecto,
quem não muda de marca,
não se arrisca a vestir uma nova cor,
ou não conversa com quem não conhece.

Morre lentamente quem faz da televisão o seu guru.

Morre lentamente quem evita uma paixão,

quem prefere o negro sobre o branco,
e os pontos sobre os iss
em detrimento de um redemoinho de emoções,
e justamente aquelas que resgatam o brilho nos olhos,
sorrisos dos bocejos, corações aos tropeços e sentimentos.

Morre lentamente quem não vira a mesa quando está infeliz,

quem não arrisca o certo pelo incerto para ir atrás de um sonho,
quem não se permite, pelo menos uma vez na vida, a fugir dos conselhos sensatos.

Morre lentamente quem passa os dias

a queixar-se da má sorte ou da chuva que cai incessantemente.

Morre lentamente quem abandona um projecto antes mesmo de iniciá-lo,

quem não pergunta sobre um assunto que desconhece
ou não responde quando lhe indagam sobre algo que sabe.

Evitemos a morte em doses suaves!!!

Recordemos que estar vivo exige um esforço muito maior do que o simples fato de respirar.

Pois somente a perseverança fará com que conquistemos a FELICIDADE...



E que assim seja neste novo ano!
(adaptado)

2013 :)

Desejo a todos os que por aqui passam um 2013 cheio de saúde, alegria, paz e amor...