sexta-feira, 28 de junho de 2013

quarta-feira, 26 de junho de 2013

Sede alegres na esperança


"Quem enfrenta as dificuldades com esperança, não perde a alegria. Viver na esperança é acreditar que vale sempre a pena lançar as redes de novo; pode haver abundância de peixe onde nós não suspeitávamos. A esperança tem na base uma atitude espiritual, que leva a investir as nossas capacidades na busca de caminhos novos, onde se descobre que ao procurar caminhos para a nossa vida seremos úteis a toda a comunidade. Na busca desses novos caminhos é preciso a ousadia da criatividade. Não vos limiteis aos caminhos conhecidos, estereotipados na actual organização da sociedade. Há sempre caminhos não andados que é possível percorrer e esperam por vós."
 
18 de Maio de 2013 - Terreiro do Paço, Lisboa
"A ousadia da esperança" - Homilia na Bênção dos Finalistas Universitários
D. José Policarpo, administrador apostólico do Patriarcado de Lisboa

:)

Ui que eu sou tão saudável!


terça-feira, 25 de junho de 2013

Alguém me percebe???

Se há coisa que me deixa cabisbaixa é o facto das pessoas a quem dedico 100% (do que sou, do que tenho, do que faço, do que posso) não serem capaz de me devolver 50% do meu esforço quando eu apenas queria que estivessem minimamente disponíveis para mim...
 
 
Nada, e é mesmo NADA do que faço aos outros, faço-o com o intuito de obter um retorno. Mas, sabe-me bem quando "preciso" daquelas pessoas, puder contar com elas. E, acho que, é o mínimo perante a minha sempre e total disponibilidade. Chamem-me egoísta, egocêntrica, interesseira, o que for... mas eu sinto que podiam dar-me um pouco mais! Pois, apesar de tudo, não sei mudar a minha entrega total aos outros...

quarta-feira, 19 de junho de 2013

O muito decepciona!


Já tomava uns destes...

Porque a vida nem sempre me sorri...
Porque há momentos em que, apesar ter toda a força do mundo, a realidade vem à tona...
Porque não sei como será viver "tudo de novo"...
Porque neste momento não precisava de certas incertezas...
Porque perdí um grande suporte... (vá, não era assim tão grande. Mas, eu gostava de pensar que sim!)
Porque há batalhas dificeis demais...
Porque (admito!) tenho medo...

terça-feira, 18 de junho de 2013

Surpresa!!!

Quem não gosta de uma boa surpresa?
 
 
Eu, pessoalmente, adoro!
Adoro fazer surpresas e de ter (boas) surpresas...

sábado, 15 de junho de 2013

#14 - Dicas para o homem perfeito

Se calhar isto na minha pessoa fica um pouco mal, mas não sou grande amiga do Santo António, salvo seja. Não é santo da minha predileção!
Não tenho nada contra e não desdenho, o motivo também não é por falta de noivo, sei lá é apenas porque não, ou porque não calhou. Mas ainda assim e porque gostei muito, quero aqui partilhar umas quadras em jeito de oração ao Santo António que nesta "coisa" das dicas para o homem perfeito encaixa na perfeição.
Ora vejam se gostam:
 
Oh, meu rico Santo António
Vamos lá dar um jeitinho
Tenho pr'áqui muito pónei
A precisar de arranjinho
 
Pode ser loiro ou moreno
Rechonchudo ou escanzelado
Mas já que é para pedir
Que seja um bem amanhado
 
Não precisa de ser rico
Mas também convém sublinhar
Não queremos um que rache a conta
Logo no primeiro jantar
 
Tem de ser querido e fofinho
No fundo, um homem decente
E também ajuda muito
Se não palitar o dente
 
Pode gostar de cerveja
De tremoço e caracol
Mas que nos ponha sempre à frente
De um jogo de futebol
 
Queremos um que goste de livros
Homem culto, viajado
Não nos arranjes um trambolho
Que só esteja bem deitado
 
E já que é pr'a sonhar
Queremos um fado do lar
Que pendure candeeiros
E que saiba cozinhar

Ah, outra qualidade importante
Vamos directas aos factos
Se há coisa que não queremos ouvir
É "mas p'ra quê tantos sapatos?"

Afasta-nos dos parolos
Dos trastes e dos cabrões
Desses já tivemos muitos
P'ra cima de três milhões
 
Meu rico Santo Antoninho
Não podes ser indiferente
Arranja-nos um namorado
E tens esmola para sempre
 
Que seja um homem p'rá vida
Daqueles bons, p'ra casar
Mas se achares que é pedir muito
Manda um só p'ra pinar
 
Se nos falhares outra vez
Não nos resta outra opção
Acabou-se a brincadeira
Trocamos-te pelo São João
 

sexta-feira, 14 de junho de 2013

Hoje eu só quero

...que niguém me diga nada, que me deixem estar no meu canto e, sobretudo que não me chateiem!
 
 
Hoje eu só quero estar comigo mesma e só comigo, pensar na minha vida, esquecer os meus erros e desilusões e glorificar as minhas vitórias, Quero parar, respirar fundo, reencontrar-me e retomar o caminho, esquecer pessoas, coisas e momentos menos bons e traçar um (novo) plano que me faça ser diferente!

Até Julho… em contagem decrescente #11

Ponto 3 - Aconteceu no passado Sábado :)
Casamento da melhor amiga - T&P "Juntos somos um"
8 de Junho de 2013 - Um dia muito feliz!

Já passou quase uma semana, mas a "ressaca" só agora me permitiu postar aqui algo sobre este grande acontecimento! No passado sábado - dia 8 de Junho de 2013 - dois grandes amigos entraram juntos na enorme aventura do casamento e eu pude testemunhar o primeiro dia de uma longa e muito feliz vida a dois!
 
A noiva num momento de pausa. :)
 Pormenores da decoração no WC
e a cesta de "necessaire" 
Ela - a noiva - é aquela AMIGA do coração, especial e única! A amiga que está sempre presente mesmo estando longe... Foi a amiga “encontrada” no liceu e, é quase a única, que perdura desde aqueles tempos até hoje, é a única desse tempo que é fiel a uma genuína amizade verdadeira... É aquela amiga que te vê para além do que olhos podem ver e com quem se pode sempre contar, aquela que sabe tudo sobre ti e que te conhece como tu mesma... É a amiga que daqui a meia dúzia de décadas ainda será tua amiga, com toda a certeza! É a melhor amiga... Uma das pessoas mais importantes da minha vida, de quem me orgulho muito e de quem gosto de forma incondicional (e os sentimentos são reciprocos).
 
Ele – o noivo, que conheci cerca de três meses antes do casamento – parece ser perfeito para a minha amiga e adora-a mais que tudo... Um "monchiquense" muito simpático, preocupado, super "idiota" (Atenção!!! leia-se cheio de grandes e boas ideias). É uma pessoa, que no primeiro impacto não revela a pessoa maravilhosa que é. Contudo, eu vou estar sempre "de olho nele" (e fiz questão de lho dizer), pois ele não pode descuidar dos sentimentos, caprichos e mimos para com a minha amiga! Na realidade acho que já o conhecia há muito tempo... Conhecia-o de conversas demoradas, descrições pouco detalhadas mas sentidas e pelo brilho no olhar da minha amiga. Ele é a pessoa que ela merece para ter a seu lado e com quem sei (porque rezo) que a minha amiga será muito feliz!

Quanto ao casamento em si, apesar da chuva (quase torrencial) que resolveu cair no sábado, foi todo ele muito bom. Foi feliz, animado, divertido e, claro, muito especial. Foi um dia em que se viveu felicidade! Todo o casamento foi pensado com muito cuidado e ao máximo pormenor: a quinta, os espaços, a cerimónia, as surpresas, o serviço, a comida, a decoração, as lembranças... Tudo, mas mesmo tudo, foi pensado até ao mais ínfimo pormenor e, muito importante, tinha a cara dos noivos!
 
A cerimónia foi quase indiscritivel, brutal mesmo! Foi muito emotiva, sentida e vivida de um modo muito genuíno. As lágrimas (por parte de muitos) foram um factor predominante, mas eram de uma felicidade ímpar. O meu amigo P.J.S. que aceitou estar com eles neste dia tão importante - e a quem agradeço do fundo do coração, e para todo o sempre, o facto de ter estado, pelo que disse e pelo coração generoso que tem -  foi, como é sempre, extraordinário! Foi um momento muito bonito e especial...
 



Uma prenda/surpresa dos amigos dos noivos
O baú vinha cheio de moedas de 1€
Depois o dia desenrolou-se dentro do normal para estes dias, mas com muitas surpresas de todas as partes. Desde o serviço, aos noivos e aos amigos dos noivos, nunca houve rotina e as surpresas foram surgindo muito encadeadamente de forma muito feliz. Não há por isso, nada de menos bom a registar... Contudo, positivamente há um infindável número de coisas que se podia enumerar, mas saliento apenas um ponto (o mais importante!): a família dos noivos! Eu, devia ser a única, que no meio de tantos convidados só conhecia os noivos, os pais e irmão da noiva e nas vésperas os pais do noivo, por isso (embora seja uma pessoal muito sociável) o mais natural seria que pudessem surgir momentos desconfortáveis ou onde estivesse "sozinha", mas isso nunca aconteceu! Todos tiveram sempre muita atenção comigo, puxavam-me "para o pé deles", preocupavam-se e todos me integraram sempre de uma forma muito querida e extremamente familiar. Um mimo de família!!!
 
Pelo facto da minha melhor amiga se ter casado (e muito bem), pela forma como foi pensada e como correu o dia, pela sua felicidade, pelos familiares dos noivos e por mais um infindável número de coisas boas, este foi um dia que correu lindamente e que foi muito, muito feliz, para todos!!!


Livro da cerimónia / Argola de guardanapo e ementa / Chocolate
Decoração da mesa / Lembrança dos noivos :)



 
 


MELOSA!!! Registem muito bem este nome! Foi a lembrança.
Bebidinha bem potente! Jasus!!!

Decoração da mesa dos noivos que simpaticamente
me foi oferecida e que guardo religiosamente.

AMOR :)

De todas as travessas magnificamente decoradas
acho que esta era a minha preferida. 
Nota final: Parabéns aos noivos!!! E obrigada pela confiança depositada em mim! Eu cá estarei sempre...

quinta-feira, 13 de junho de 2013

#7- O que dizem de mim

Às vezes sou assaltada por um misto de sentimentos estranhos que me aterrorizam e que, muitas vezes, me deixam a pensar durante demasiado tempo…
Não sei se é excesso de negativismo, falsa modéstia ou estar a subvalorizar-me, mas a verdade é que acho que algumas pessoas me vêem demasiado “boa” em determinadas aspectos, quando na realidade não é assim! Também poderia ser derivado ao meu excesso de perfeccionismo que me sinto assim, mas também não é! É um facto!!! Eu sei que aquelas pessoas (bolas é que ainda por cima não é só uma!) estão enganadas, pois só estão a olhar para uma parte de mim... Afinal, também tenho (sem fugir à regra) uma face negra e sinto que poderia ser muito melhor em determinadas coisas que faço, mas pelos vistos isso não é assim tão visível!

#6- O que dizem de mim

"Esta menina é de ouro! E eu precisava dela perto de mim pelo menos duas vezes por semana."
 
 
Disponha!!! :D

Sempre a aprender...

Se há algo nesta vida que admiro é a capacidade de aprendizagem que, após alguns anos, ainda vou possuindo... Todos os  dias aprendemos algo de novo! E, em parte, é isso que nos traz força para continuar e determinação para mudar. Quanto aos pequenos dissabores que ficam, esses não passam disso mesmo!
 

A todos desejo um dia muito feliz!

sexta-feira, 7 de junho de 2013

#12 Conversas



 - Bem, estás cá com um bronze!
(sorrio)
 - Tens ido para a praia?
 - Sim, fui ontem!
 - Vai-te lixar!!!
(risos)

Até Julho… em contagem decrescente #10

Ponto 3 - É já amanhã!!!
A "minha aventura maior" já está. Confesso que não ficou como tinha imaginado, mas está aceitável e natural dentro das possibilidades. Não pareço uma girafa e cumpre os objectivos.
Depois ontem foi dia de estar no local, de ajudar e de perceber que será um bonito conto de fadas... Não houve nada que não gostasse e não há palavras para algumas pequeninas coisas que vivi.
As prendinhas já foram devidamente entregues e, como não podia deixar de ser, adoraram! Deu tanto trabalho a escolher, tantas hesitações e incertezas, mas no final tudo foi perfeito. Eles gostaram muito, mesmo e isso via-se :) Adoraram de coração! E isso enche-me também o coração...

#5- O que dizem de mim

"T. tem aqui uma amiga tão... mesmo! E está aqui a fazer-nos uma companhia tão boa..."
(sinceramente não me recordo dos termos exactos que o sr.º utilizou para me descrever, pois as palavras foram tão boas que fiquei de tal forma embevecida com elas que me foquei apenas na pessoa - que é indescritível - e não nos elogios)

"Ela é a melhor pessoa do mundo!"
(resposta da amiga)

Ontem foi dia de...

PRENDAS! :)

terça-feira, 4 de junho de 2013





"As críticas não são outra coisa que orgulho dissimulado. Uma alma sincera para consigo mesma nunca se rebaixará à crítica. A crítica é o câncer do coração."



Madre Teresa de Calcutá

segunda-feira, 3 de junho de 2013

Até Julho… em contagem decrescente #9

Ponto 3 - Estamos mesmo, mesmo em cima de um dos maiores, se não o maior, acontecimento do ano!
Os nervos são grandes, a chuva ameaça cair, o tempo estreita mas a felicidade será, tenho a certeza, o ponto alto!
Eu já devo estar programada para agir sempre no redline pois apesar de andar há meses a planear, organizar e fazer as coisas para este dia. Nesta última semana tenho tantas coisas para fazer! Como é que pode ser? Não podia ter despachado algumas antes? Porquê esta correria?. Bem, primeiro porque eu até gosto das coisas assim! Depois, porque algumas têm mesmo que ser feitas na semana antes e por fim porque consegui inventar mais um presentinho, com uma gracinha, um miminho e pronto... Eu já me conheço e se não fosse assim, não era especial. E há que reconhecer que eu gosto muito deste não ter tempo, desta correria, deste stress... E quando é em prol de um excelente motivo, vale mesmo a pena!

Ainda em relação a este ponto, hoje vou entregar-me à aventura... Como será que vai resultar? (Só espero não me transformar numa girafa!!!

Balanço dos seis primeiros meses de 2013 - PARTE II

Abril chega com um novo internamento da minha irmã. Mas, desta vez, só para fazer tratamentos.
As restantes mulheres da família (eu, a minha mãe e a minha sobrinha) aproveitamos o fim-de-semana de internamento, e sem visitas, para ir a Fátima. Já andávamos a adiar esta viagem há algum tempo e este foi o momento certo. Foi bom e era mesmo o que precisava para iniciar mais um mês.
O mês de Abril serviu para “arrumar a casa”, despachar algumas coisas que ficaram mais atrasadas durante os meses anteriores e voltar ao ritmo “mais ou menos normal”, isto porque nada, nunca mais será como antes…
Mais uma vez – e como faço na larga maioria das vezes – aproveitei o tempo e as inúmeras coisas que tinha para fazer para me afastar sentimentalmente dos problemas e comecei a ocupar-me com inúmeras coisas: passeio da catequese, profissão de fé, casamento e coisas do género… Depois surgiram uns dias de férias que ajudaram a estabilizar e o Maio surgiu num piscar de olhos.

Maio foi, aparentemente, o mês da viragem da página de um livro que até ali estava a ser escrito a preto em páginas cinza escuras!
Recomecei (pela milésima vez) as minhas corridas que, parece que não, mas levantam logo o ânimo a qualquer um, surgiu algumas vezes o sol (em todos os sentidos) e o tempo foi aproveitado ao máximo para estar com as pessoas que de facto são importantes na minha vida: a família, alguns amigos especiais e, de uma forma geral – sem ser generalista – com aqueles de quem gosto e que gostam de mim!
Em Maio os fins-de-semana tiveram outro sabor!!! Foram todos repletos de muitas coisas muito boas: preparação, retiro e profissão de fé, despedida de solteira, bênção das fitas, jantarinhos e lanches bons, passeios e pessoas muito especiais sempre por perto. Parece que as coisas menos boas começam a dissipar-se…

CONTINUA...