sexta-feira, 28 de março de 2014

Acabar a semana em grande!!!


Coisas da vida!

Hoje numa conversa (que por uma questão de ética não reproduzirei aqui!) dei duas ou três valentes gargalhadas daquelas que são genuínas e que vêm do fundo do coração. São frequentes as vezes em que falamos e estas, surgiram quando recordávamos um antigo colega de trabalho... A dada altura levei com um "ele ainda bem que andou a tentar namoriscar-te" e foi aí vieram as ditas gargalhadas! Até porque "quando for assim têm que me dar a dica, pois não vá ser o caso de me interessar e não dar por isso" (foi o caso!)


Ysto para concluir, que sou uma pessoa com a tendência para gostar de quem não devo e, muitas vezes, acabo por não ver que mesmo ao meu lado está alguém que se interessa, que gosta e que - quem sabe? - não é exactamente aquilo que se procura?
Já me aconteceu algumas vezes! 
Mas pronto, são coisas da vida e se assim aconteceu é porque não tinha que ser!

quinta-feira, 27 de março de 2014

#20 Conversas


 - Anem posso fazer-te uma pergunta?
 - Sim, claro!
 - És tu quem escreve  aquele blog de onde publicas as coisas no teu face?
 - Sim, sou!
 - E foste tu que escreveste aquele texto sobre um amigo?
 - Sim, fui! (óbvio se sou eu quem escreve o blog!!!)
 - Gostei muito, a sério. Parabéns! Bué sorte o teu amigo!

Para fazer nesta hora de almoço :)


Um dilema? Um desafio!


quarta-feira, 26 de março de 2014

Um pensamento que me assaltou

Ora bem, andava eu sem nada que fazer (coisa rara!) e a vaguear pelo meu face e eis que vou sempre dar a amigos que hoje já não estão tão presentes na minha vida. E dei por mim a pensar nas causas, nos motivos, nas razões que levam a que "um amigo" se afaste/ausente. E assim, vieram-me logo à mente aqueles poucos!!! que estão sempre: os verdadeiros amigos, aqueles que permanecem no ontem, no hoje e no amanhã...
E rapidamente percebi que esses ficam sempre porque a nossa relação é clara: nunca houve uma meia conversa, uma meia verdade e sempre soubemos o que o outro era, com defeitos e tudo mais...
Que bom ter verdadeiros amigos!!!

terça-feira, 25 de março de 2014

Não gosto! #13

De sentir que quer me empenhe muito, pouco ou nada... para certas pessoas "valho" sempre o mesmo!


Dou demasiado valor às pessoas que me sobrevalorizam...

sábado, 22 de março de 2014

Balanço de uma semana atípica!


Cansaço, muito cansaço, preguiça, incompreensão, medo, desilusão, raiva, incompreensão, muita incompreensão, implosão, dúvida, choro, amizade&abraços (Obrigada J.A.!!!), cansaço, muito cansaço, tristeza...

sexta-feira, 21 de março de 2014

Só porque a chuva voltou!


E quando menos espero...

Apercebo-me de novo que a vida é tão injusta! 


Novo desafio :)

Início hoje um novo desafio, uma nova razão de viver, uma nova batalha a vencer... 
Confesso que estou com um bocadinho de medo, mas é um medo bom. É um medo semelhante ao de uma mãe que acaba de receber, pela primeira vez, o seu filho nos braços... Até porque em pouco difere este desafio! 

Serás para mim não "um fardo", mas um AMOR MAIOR!

quinta-feira, 20 de março de 2014

...


A vida às vezes é complicada

Ontem foi um dia complicado...

Mas, ao contrário do que uma amiga pensou, (C.B. obrigada pela lembrança e pelo mimo) não o foi por ser Dia do Pai. Para mim este dia já não doí pois o meu pai não ligava nada a estes dias e a estas festas. Depois tenho, quase a certeza de que, se ele ainda fosse vivo, eu a esta altura já lhe teria feito mudar de ideia, isto porque eu adoro ter motivos para dar presentes. E mesmo não estando fisicamente, ele está muitas vezes comigo e vou-lhe dando alguns poucos presentes.
Na realidade o dia de ontem não foi fácil por um monte de coisas diferentes, coisas que deixo acumular, que não desabafo e que, muitas vezes, não resolvo logo. Tenho muito a mania de ser "uma gaja" forte e de achar que sou capaz de segurar todos os problemas na palma das minhas mãos. Só que há momentos em que até os fortes se têm que render às fraquezas da alma. Ontem foi um dia assim... Ontem, já não dava mais para aguentar o peso das "coisas da vida" e numa implosão de sentimentos tive que chorar, fugir e aninhar-me num abraço seguro...

Não gosto! #12

Que me estejam sempre a crer ver "com alguém", trocando por palavras claras
NÃO GOSTO que estejam sempre à procura de um namorado...
whatever...




Quem tenho ao meu lado?

Faz pensar!

quarta-feira, 19 de março de 2014

Tia em desespero #4


É tão difícil ser a "Super-Tia", principalmente quando se tem um montão de vilões, dos quais tu tens medo, 
e eu não sei se os consigo vencer/eliminar a todos!

#7- Por onde andam os meus pés?

Numa casa especial, com um grupo especial, numa noite especial...

EVJ 2014 - Telhal :)

terça-feira, 18 de março de 2014

#18- O que dizem de mim

"Parabéns, anem surpreendeste-me!"
                                                                                                                                                           A.N.

Desejo nunca perder a capacidade de conseguir surpreender as pessoas que me rodeiam...

Mais um ensinamento importante do fds :)


segunda-feira, 17 de março de 2014

Este fds fiz a diferença! :)


O filme deste fim-de-semana :)



Um filme que vale a pena ver!
Um filme para ver com os olhos despertos para a pessoa e não para a doença.
Antes do Philippe ser tetraplégico já era pessoa...
Quantas vezes olhamos os doentes, como doentes e não como pessoas?

sexta-feira, 14 de março de 2014

A vida que só Deus conhece

 

#17- O que dizem de mim

Frequentemente (ainda ontem aconteceu!) dizem-me que se surpreendem comigo pela positiva. Que têm sempre uma ideia diferente e que na realidade sou melhor e mais simpática do que aparento.


EU EXPLICO!!!
Não deve haver ninguém que goste de mim à primeira vista!
Tenho plena consciência de que sou uma pessoa que não agrada muito aos outros, sei que tenho "ar de má pessoa", assumo que tenho mau feitio e que aparento ser uma pessoa fria, rígida e pouco tolerante. A minha postura demasiado séria e fechada também não ajuda, contudo não sou mal educada para ninguém!
Ora bem, isto deve-se a três pequenos-grandes factores: Primeiro odeio a hipocrisia! Não sou hipócrita e acho uma falsidade aquelas pessoas que são umas "fofas" para toda a gente e que "morrem de amores" por todos. (estão a enganar quem? há sempre alguém de quem não gostamos!) Na minha vida não faço isto e dispenso estes joguinhos comigo.
Depois, acho que nem todas as pessoas que me rodeiam, que conheço, com quem tenho que estar, lidar, trabalhar e/ou me relacionar, têm que me conhecer por inteiro. A cada um darei o que cada um merecer! O meu melhor lado está guardado num baú que só abro, com o tempo e com cautela, a algumas pessoas. E, às vezes, nem assim acerto!
E em ultimo lugar, a razão principal, uso esta postura como "escudo de protecção". A vida já me desiludiu muito no que diz respeito a pessoas e já aprendi tanto (não tudo!) sobre a maldade das pessoas que, desde muito cedo, achei que seria melhor proteger-me assim.
Contudo sou um coração mole e pelos meus faço tudo!

quarta-feira, 12 de março de 2014

Um post dedicado a Ti

Há certas pessoas que surgem na nossa vida sem que nos apercebamos... Surgem apenas! 
Depois vão conquistando um lugar, devagarinho vão ficando na tua vida de uma forma tão simples e discreta que, quase que dá, para esquecer que estão sempre presentes... Alguns desses amigos, chegam mesmo a ser demasiado importantes, ocupam lugares cruciais e conquistam um espaço tão marcante na nossa vida que se tornam insubstituíveis. Foi assim contigo!
Não sou tão boa na contagem do tempo como tu, mas acho que chegaste à minha vida há mais ou menos 10/11 anos. Ao contrário de ti, não me recordo da primeira vez que te vi, nem da primeira vez que falamos, nem da nossa primeira saída... 
Recordo-me apenas da primeira vez que me esperaste à saída do meu trabalho, recordo-me do que me disseste naquele momento e do que eu ri naquele final tarde! Mal sabia eu que, por ti e contigo, ainda iria ter tantos e tantos motivos para sorrir... Recordo-me de alguns outros momentos que vivemos juntos nos primeiros tempos da nossa amizade, recordo-me de algumas saídas, conversas e de muitos locais que contigo conheci. Recordo-me de alguns momentos em que fazias de tudo para estar nos mesmos sítios que eu, recordo-me da tua vontade em conheceres e estares com os meus amigos, recordo-me que em muitos momentos menos bons precisei de ti e tu sempre estiveste presente, recordo-me de coisas que te contei (e conto) e que nunca te pensei contar e recordo-me com maior nitidez dos últimos anos que temos estado juntos!
A nossa amizade já passou por algumas fases, primeiro eu era uma menina fria e arrogante e tu eras apenas um amigo insignificante. Depois, porque tu felizmente foste (como sempre) muito insistente, tentei que a nossa amizade fosse mais sólida mas confesso, não me esforcei muito, foste tu que o conseguiste! Depois tivemos um tempo "de deserto", viamo-nos quase todos os dias mas pouco ou mesmo nada falávamos. Passado algum tempo (nunca muito!) reaproximamo-nos, voltamos a falar (sempre eu mais que tu! pois sou uma gralha que tu simpaticamente escutas!) e ai a nossa amizade começou a crescer, a crescer, a crescer... E tirando um momento ou outro nunca mais perdemos o contacto. Temos estado de forma simples e subtil na vida um do outro. Contudo, houve um momento que marca uma grande viragem na história da nossa amizade. Momento esse, que ambos recordamos perfeitamente e do qual já muitas vezes rimos, falamos e recordamos, que foi quando eu te disse "à bruta" (sim porque eu sou super bruta!) algo que mudou para sempre a nossa amizade. Mas, sabes uma coisa? Não me arrependo!
A nossa amizade, apartir daquele momento ficou muito melhor. Apesar de tudo, após esse momento, continuamos amigos e foi após isso que eu fui percebendo o quanto tu es uma pessoa importante na minha vida...
Nem sempre tenho, com as pessoas de quem gosto, a oportunidade de lhes mostrar o quanto gosto delas e o quão importantes são na minha vida, mas contigo acho que sempre fui clara, mesmo quando era fria e arrogante! E, é por isso que a nossa amizade vai prevalecendo, porque somos sinceros e porque, mesmo quando nos magoamos, tudo é dito!
Confesso que não te imaginava na minha vida por tanto tempo, nem sendo tão importante. Confesso que quando passa algum tempo sinto saudades das nossa longas conversas e acredita que tu tens o dom de me domesticar como poucas pessoas o fazem. Confesso ainda que no dia em que eu partir (sim, porque em breve nos separaremos!) vou sentir muito a tua falta!

Obrigada pela amizade, pelo carinho, pela paciência e por todos os momentos que tens partilhado comigo...


Este post é mesmo para ti PARVO que de vez em quando passas por aqui, só porque sim! :)

Uma grande verdade :)


Agora sabia mesmo bem #6

Puder ir para um lugar deserto longe do mundo, e lá permanecer até estar recuperada deste cansaço parvo...

domingo, 9 de março de 2014

Não gosto! #11

De mendigar ajudas!
 
Principalmente quando eu estou sempre disponível para uma palavra, uma mão, uma ajuda, um ombro amigo...

sexta-feira, 7 de março de 2014

No fim da estrada

Tem momentos na nossa vida em que parece que chegamos ao fim da estrada. Que fazer? Como não ficar ansiosa? A vida ainda não terminou, ainda há tanto a percorrer e parece que se me acabou a estrada...


Sossega coração, sossega!

Há que tornar inesquecível todos os momentos


O tempo, às vezes, é alheio à nossa vontade.
 Mas só o que é bom dura o tempo bastante para se tornar inesquecível.

terça-feira, 4 de março de 2014

#6- Por onde andam os meus pés?

A brincar ao carnaval!!!
 
Só para que conste o meu pé não é o do salto alto - Com R.S.

Em Torres - um velhinho orelhudo com sapatos à homem!
Obrigada pelos sapatos :)

#5- Por onde andam os meus pés?

De viagem!
 
 
O regresso de um encontro que foi importante e que valeu a pena. Um novo ânimo para terminar este tempo e o encontro Sub16. Há pessoas muito especiais!!!

#4- Por onde andam os meus pés?

Em oração com Maria, minha guia!

Encontro Sub16 em Sobreira Formosa