sexta-feira, 30 de maio de 2014

A vida a meio termo e o tempo que resta...

Tenho por mau hábito encher-me (atulhar!, na realidade) de coisas, que não servem se não para desviar as minhas atenções daquilo que de mais importante tenho para fazer e/ou decidir. Acho que é assim desde sempre! O problema é que no fim disto, o tempo passa, a vida vai desenrolando-se apenas a meio termo e as coisas que devia ter feito não são feitas e/ou as decisões ficam por tomar...
E a que me refiro? Única e exclusivamente à minha vida! Uma vida meio intermitente, vivida a correr, entre mil e muitas coisas, é certo. Compromissos, deveres, trabalhos e agenda sempre mais que lotada, coisas que eu amo de paixão e que, no fundo, são fulcrais para que o meu acordar tenha sentido, mas... E porque, em tudo na vida há sempre um mas, a realidade é que tudo isso que vivo, não é mais do que metade de tudo aquilo que deveria viver...
E por quando tempo mais será assim?
Resolvi e obriguei-me a um prazo! Nada mais, nada menos do que 2 meses e 1 dia...Este é o tempo que resta... E depois? Depois, tudo será diferente!
 

#10- Por onde andam os meus pés?

Um post - uma vez mais - atrasado! Mas... Estive na Jornada da Família em Mafra, no Jardim do Cerco e foi muito bom! (primeiro domingo de descanso desde há muito...)
 
 

terça-feira, 20 de maio de 2014

#8- Por onde andam os meus pés?


 
No domingo estive nas Jornadas Diocesanas da Juventude em Torres Vedras...
Um dia muito bem passado :)

Sono tranquilo

Esta noite, aconteceu-me algo que já não acontecia há várias semanas, se não meses mesmo! Deitei-me, como sempre tarde e a más horas, mas rapidamente arranjei uma posição confortável, fechei os olhos e PUFF!!! acordei de seguida - super cedo! (leia-se antes das 7h) - sem despertador, ronha ou outra qualquer dificuldade... E mais, parecia que tinha dormido uma eternidade de horas! Esta noite foi tão boa!!! :)


segunda-feira, 19 de maio de 2014

sexta-feira, 16 de maio de 2014

Mais vale tarde do que nunca! :)

O agitado mês de Maio iniciou-se com muitas coisas e
 - talvez pela 1.ª vez nas nossas vidas - 
a minha Mãe não recebeu
qualquer presente
meu!



Foi um lapso de todo o tamanho, não tive tempo no antes e no próprio dia fiquei doente e entre muitos vómitos não consegui erguer-me para ir, nem que fosse, comprar uma flor! Mas não te esqueci, como não esqueço nunca... E pesa-me este facto! Mas todos os dias, tu és importante, és o centro da minha vida, o meu pilar, o meu colo, o meu ombro amigo... O meu tudo! 
E o teu presente vai chegar...

De novo, um grande OBRIGADA

Cada vez mais, sei que na vida há que dar valor aos que nos tratam bem e nos vêm com uns olhos ímpares! 
Há mais de dois anos eu agradecia as palavras e os momentos como facto da existência de alguém que me via de um modo especial. Ontem redescobri que esse alguém ainda me vê assim! Um grande obrigada, pois sempre que os teus olhos se cruzam comigo, fazem de mim uma pessoa um bocadinho melhor...


Disposta a girar a maçaneta


Finalmente, acho que estou "preparada" e disposta a tentar, tenho vontade de arriscar, de girar a maçaneta e perceber o que está para lá da porta... Sair da minha zona de conforto que, neste momento, de confortável já tem muito pouco. 
Se ficar sempre deste lado, nunca saberei o que está do outro lado?! Pode até nem ser o que eu quero/preciso, pode até nem ser por ai o caminho, posso até desiludir-me e arrepender-me. Mas ficar aqui, à espera, no hoje da minha vida já não é solução, este também não é o caminho, por isso vou arriscar!
Dúvidas? Medos? Incertezas? Claro que as tenho! Mas neste momento a vontade de girar a maçaneta prevalece, e depois não é o fim do caminho é apenas um novo trilho que pode ou não ser o correcto... 

quinta-feira, 15 de maio de 2014

As últimas semanas

As últimas semanas têm sido duras, física e emocionalmente tudo tem sido muito duro. Muitas coisas, compromissos, e red-lines ao máximo, muito stress, pressão, pouco - pouuuuuuuuuuuuuquissimo!!! - descanso, reduzidíssimas horas de sono e, consequentemente muito cansaço. Enfim a vida tem sido uma montanha russa de sentimentos, um enorme caos nos meus horários e na minha pouca dedicação à família (sim!!! porque eu tenho família!)... E com tanta coisa e ansiedade a alimentação recente-se. Um dos meus inúmeros erros está na alimentação, que associada à falta de tempo e ao stress, fica para segundo plano, como pouco, como mal e de longe em longe, muito à pressa. Agarrado a isto tudo vem o cansaço extremo que tenho sentido nos últimos tempos. Mas, ainda há mais, desde domingo que as coisas abrandaram um pouco e, para castigo - o meu organismo reclama! Este ressentiu-se de tal modo que estou completamente desregulada. Assim, no meio deste turbilhão que têm sido o meu mês de Maio (que já vai a meio!), tenho feito um grande esforço para não me entregar ao cansaço, para não desanimar e deixar pendurados os compromissos ainda em agenda e, sobretudo para não deixar que tudo isto me impeça de ver as coisas boas que vêm acontecendo na minha vida.
Sim! Porque apesar de tudo tenho conseguido saborear o melhor da vida! O cansaço pode ser muito mas não me tirou ainda! a capacidade de colher os bons frutos das coisas... Na verdade isso acontece porque tenho-me empenhado em coisas que gosto, de coração humilde e sem crer receber qualquer tipo de recompensa.

"O que importa é a fé que se realiza pela caridade"

Foi assim o fim de semana passado, em que em conjunto com uma boa porção de gente, organizei mais um grande evento, um marco na minha vida e uma vitória para uma equipa por quem - confesso! - no inicio dava tão pouco... Mas tudo isto só foi possível porque estávamos a trabalhar para Ele e porque Ele me/nos ajudou muito! E por mais esta ajuda só tenho a agradecer!


A minh'alma precisa...


quinta-feira, 8 de maio de 2014

#4 - Sonhos em silêncio

Foi há nove anos atrás que este sonho começou... Eu era (como ainda sou!) uma jovem super empenhada no meu GJ e tudo o que queria era continuidade... E aquele grupo de seres minúsculos eram a garantia "quase certa" dessa continuidade... A cada momento partilhado, aventuras vividas, obstáculos ultrapassados, vitórias alcançadas o sonho parecia mais perto, mais real... Aqueles seres foram crescendo em estatura, sabedoria e graça... E hoje estão a um passo de serem Jovens! E vão participar, na sua primeira actividade como tal!
O trabalho não está concluído, está apenas próximo de estar iniciado e o mérito é só deles! Pois TENHO A CERTEZA que serão melhores jovens que eu, que os da minha geração e que os actuais (sem dúvida!)... Sempre quis que pudessem viver e experimentar o que é a Igreja Jovem que canta e vive a fé repleta de alegria!

sexta-feira, 2 de maio de 2014

Ai Maio, Maio!!!

Este será um mês muito, muito agitado, cheio de coisas, trabalho, compromissos, tarefas, actividades e sabe-se lá mais o quê. Por isso talvez, passe menos por aqui! No entanto, vou esforçar-me, para pelo menos ter tempo para registar um evento importante e um almoço especial...
Sobreviverei???