sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Lamechices a esta hora

Passei há instantes pelo quarto do meu sobrinho. Ele tinha espirrado algumas as vezes e tive que ir ver se estava destapado. Não estava. Mas ainda assim não resisti e tive que o aconchegar, fiz-lhe uma festa no rosto, dei-lhe um beijo, fiquei a olha-lo um pouco e uma lágrima fez-me sentir algo que não consigo explicar. Ando muito cansada. Ando também muito sensível e quando o olho assim, como agora, fico desarmada. 
Meu pequenino cavalo bravo, meu ratinho!
Estou a aprender a ser tua super-tia, a mãe de que tanto necessitas e estou a gostar muito...

Sem comentários:

Enviar um comentário