terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Ser o Pai Natal em janeiro... fevereiro... todo o ano!

Infelizmente tenho alguns bons amigos longe e neste largo grupo de amigos, tenho que dar destaque às minhas duas "maiores" amigas. Aquelas que apesar do tempo, da distância, das diferenças, das dificuldades, dos possíveis erros... estão sempre do meu lado e eu do delas. Aquelas com quem partilho os dias felizes, os menos felizes e os nada felizes, pois somos - para sempre - amigas e pronto! Por isso esta distância é puramente física.
Actualmente, embora em fases diferentes, ambas estão a passar, pela primeira vez, pela fantástica experiência de serem mães e eu longe delas. Felizmente, é mesmo só um longe físico, porque penso muitas vezes nelas e nos "nossos" bebes e sempre que a saudade aperta envio uma mensagem, faço uma chamada, proponho um reencontro... Mas isto não é bom, principalmente tendo em conta o quanto eu gosto de bebes. Outra coisa "menos boa" desta distância física é que me perco sempre que passo por uma loja de coisas de bebes, com a desculpa do é para compensar... É uma coisinha para um, outra para o outro e só mais uma e outra... e quando dou por mim tenho um montão de lembranças e prendinhas para lhes entregar! Sou tipo o Pai Natal, neste caso Mãe Natal, mas em versão mais fixe porque, felizmente apareço, mais do que uma vez por ano!

Será assim em breve!!! ;) 


Pois vou ver uma delas...

Sem comentários:

Enviar um comentário