sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

A mais pura das amizades

Todos os que me conhecem minimamente bem, sabem o quanto eu gosto de escrever. Alguns, poucos! apreciam e apoiam as minhas palavras... E desses, há ainda os que "merecem" que eu lhes dedique algumas das minhas ditas Palavras Soltas! Já o fiz por aqui algumas vezes...
Essas palavras, que lhes vou dedicando, são muito mais do que palavras soltas, são palavras sólidas, sinceras e, quase sempre, curtas demais para descrever o que essas pessoas são na minha vida. É assim com a minha irmã do coração, a minha melhor amiga, a amiga não de sempre mas para sempre, a minha querida TM.


Entre nós existe uma amizade tão verdadeira e tão boa que nada nos separará... Juntas resistimos ao tempo, às distâncias e às mais adversas situações da vida. Nem sempre é fácil o que a vida nos reserva! E nós duas, conhecemos bem esta realidade, mas isso também nos une. Temos algo em comum que por muito que tentemos descrever por palavras, não dá para o fazer. É impossível. Gostava, mas não sei como passar para aqui, a nossa amizade. É algo mágico que faz com que em muitos e muitos momentos das nossas vidas sejamos como que uma só. Uma pensa a outra diz; uma quer a outra dá; uma sente a outra presente; uma está mal a outra não consegue estar bem; uma liga a outra já estava a digitar o número; uma está feliz e a outra transborda na mais pura das felicidades... Para as nossas famílias, somos irmãs!
Mais uma filha em cada uma das casas, com quem todos se preocupam, mesmo estando longe fisicamente uma da outra. E só isto, faz com que, às vezes, a minha vida seja muito mais feliz... Feliz só porque ela existe! Feliz, porque sei que há alguém, para além da minha mãe, que me quer muito, muito bem, que se preocupa e - muito importante - que me apoia em T U D O! Na verdade, a T. é a pessoa que mais coisas sabe da minha vida. Ela sabe tudo! Sabe até os meus supostos segredos mais escondidos e é ai que, muitas vezes, mais preciso do seu apoio incondicional.
Esta nossa amizade - sinto muitas vezes- que é como um pilar de equilíbrio, sem o qual era muito mais difícil suportar as coisas menos boas que vão surgindo no caminho. Mas também, sem o qual, não teríamos com quem dividir verdadeiramente as alegrias, aventuras, loucuras e felicidades... E tem sido muito assim nos últimos longos meses: apoiamo-nos uma na outra, e juntas vamos ultrapassando, mais uma fase das nossas vidas. Ela está numa fase "de risco" mas muito feliz e eu estou muito feliz por ela. Eu estou numa fase bastante complicada e ela descomplica-me um pouquinho a vida... É muito importante - pelo menos para mim - ter alguém na minha vida que aceita tudo o que faço, as coisas boas, as muito boas e todas as outras. Aceita e não condena, não exige explicações, não apresenta porquês. Aceita apenas! Claro que não me deixa "errar", nem age levianamente ao apoiar tudo o que faço, ela não me deixa sofrer e o que mais deseja, em tudo, é a minha felicidade. (Aliás este é um sentimento compartilhado!) Na verdade a T. apoia-me sempre!!! E com o seu apoio mostra-me que, independentemente do certo ou do errado, do que eu escolha ou faça SOMOS AMIGAS e ela vai estar sempre comigo. Não só nos bons ou maus momentos, mas sempre! Se tudo corre bem, "fazemos a festa". Mas se algo corre menos bem ela está apenas lá. E o mesmo acontece comigo na vida dela! Sofremos juntas, rimos juntas... Partilhamos momentos exclusivos da vida uma da outra e sabemos sempre ler nas entrelinhas, tenho estado a seu lado no melhor e no pior e o mesmo acontece com ela. Entre nós existe a mais pura das amizades!


Este post surge num momento da minha vida em que isto é tão actual. Esta semana mandei-lhe uma mensagem e a resposta foi tão inesperada que até me emocionei (vá para os que me conhecem, isso também não é difícil!). Não houve nada na sua mensagem que não me desse força, uma palavra que não fosse de encontro ao que eu estava a sentir. E, acreditem!, não era nada daquilo que eu precisava de ouvir. Mas era o que ela sentia, era a verdade, eram as palavras certas, era a nossa amizade - mais uma vez - a manifestar-se sem dar para descrever em palavras... 

Sem comentários:

Enviar um comentário