quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Um fds cheio de emoções :)

Os meus posts mais sérios, por norma, começam a chegar a estas paragens "a modos que" um pouco atrasados. Não é por mal, é apenas porque não tenho tido tempo para nada. E depois, também porque aprendi a ter algum tempo para digerir, saborear e avaliar as emoções que vou vivendo. Foi assim neste fim-de-semana! 
Este fim-de-semana foi Carnaval e eu estive, uma vez mais, reunida com parte de uma família que é muito importante para mim! Estive, em mais um Sub16 da região sul da JMV, e levei comigo 18 "pequenos" que um dia - espero e desejo! - irão sentir por este movimento o mesmo que eu, ou ainda mais. Vão ser jovens, vão ser grito, vão ser gente!!!
Apesar do cansaço de toda uma semana chata e trabalhosa, da pouca vontade de ir, da falta de motivação, das frustrações e adversidades que me conduziram até Carrazeda, tenho a dizer-vos que foi um mega encontro. E a grandiosidade do mesmo, deve-se ao facto de ter comigo miúdos assim! É, sem dúvida, uma grande honra. Possuo  por eles um imenso orgulho. Um orgulho bom que me enche o coração e, que por vezes, me sai pelos olhos (sim, sou uma chorona!). Não dá para descrever!!! Frases como algumas desta que ouvi "tens ali uns miúdos do melhor", "são bons rapazes e sabem do que falam" ou "estás a fazer um excelente trabalho" fazem-me sentir que há coisas pelas quais vale a pena acreditar! E este grupo é, no hoje, o futuro de algo melhor! Acredito mesmo que sim! E o mérito não passa por mim... Contudo, é como lhes disse, no que depender de mim, no que eu puder fazer, vou estar sempre disponível para os ajudar, apoiar, orientar... para tudo o que de mim precisarem, pois serão sempre "especiais" para mim (todos!!!).
E depois de três dias muito intensos, eis que volto à terra, literalmente! E sou, de novo, bombardeada com um montão de sentimentos que me deixam completamente KO. Ter um ratinho (leia-se sobrinho) como o  meu é de facto uma dádiva de Deus, mais um motivo para viver com esperança, para ser melhor a cada dia e para ter forças. Mesmo nos momentos maus! Não é fácil! Muitos me perguntam porque fui eu assumir tamanha responsabilidade? Como me meti nesta situação? A resposta é só uma: por AMOR!
O M. é o meu ratinho, aquele ser que de tão pequenino e frágil que era, me cativou o coração de um modo que nunca mais ninguém conseguiu! E, não é que não goste dos meus outros três sobrinhos, claro que gosto! Mas o meu ratinho é um menino especial (com tudo o que esta palavra acarreta) e eu soube disso logo na primeira vez que o vi. (Mas um dia escrevo um pouco mais a sério sobre o meu ratinho bravo que começa a amansar!) 
E para finalizar, não dá para esquecer que foi Carnaval! Claro!!! E, como já é tradição, apesar dos meus compromissos "fora", não faltei ao mais português Carnaval de Portugal: Torres Vedras - onde já devo ir para aí há uns 14/15 anos! Good!!! Estou a ficar mesmo "antiga"! Este ano foi diferente, com pessoas diferentes, com uma máscara diferente, mas com as musicas de sempre... Este ano, também recordei um amigo que partiu no dia do meu 30.º aniversário, e que muito provavelmente foi o incentivador deste meu estranho gosto por me mascarar e por sair feita doida pela noite a brincar ao Carnaval (sou a única na família desde o o tempo do meu avó materno!). Jorge, estejas onde estiveres, obrigada por me teres mostrado este lado divertido da vida!

Sem comentários:

Enviar um comentário