terça-feira, 31 de março de 2015

Ontem foi dia de pedir desculpa

Um ORGULHO enorme!!!

Este fim-de-semana foi qualquer coisa de muito especial, muitos acontecimentos, pessoas, emoções... Mas isso fica para o próximo post (prometo!). Isto porque, hoje passo por aqui, com alguns dias de atraso, somente para manifestar publicamente o ORGULHO que sinto nos miúdos/jovens com quem Deus me deu a graça de puder trabalhar! Eles são seres muito especiais e, garanto-vos, jovens capazes de transformar o mundo! Sempre senti por eles um carinho muito especial, sempre foram os meus meninos e hoje quando os vejo assim crescidos e a fazer coisas grandes, fico com o coração a rebentar, no peito não cabe mais ar e os olhos cintilam com uma felicidade ímpar...

quinta-feira, 26 de março de 2015

Só Tu, Senhor!


Lá fora chove (parte VI)

A chuva voltou. Cheira a Inverno. Sente-se o inverno, está frio e escuro. E, eu começo a estar tão desesperada... Hoje, sinto que nem toda a chuva possível de cair do céu, limparia o ror de coisas estranhas que acontecem na minha vida. Estou triste. Cansada. E, mais uma vez, desiludida com as pessoas a quem dou um pouco de mim...

(por muitas coisas boas que a chuva me lembre, hoje o dia é chuvoso)

quarta-feira, 25 de março de 2015

Esta é uma longa semana...

de espera!


Afinal a minha sobrinha, tão apressadinha para nascer às 25 semanas e agora com as 40 completas, deixa-nos a todos à espera?! Querida despacha-te, tens um mundo cá fora à tua espera e um montão de pessoas, que já te amam muito, e que não aguentam tanto suspense! "Tão pouco de gente ainda" e esta menina já começa a revelar o seu feitiozinho!!! Ah ah ah :)

Uma estranha sensação...


Desde ontem que sinto um aperto estranho no peito, uma falta de ar constante, ao ponto de ter que respirar fundo muitas vezes e, ainda assim, não conseguir libertar-me deste aperto que não sei o que é, de onde vem ou o que está a tentar mostrar-me. Sinto-me estranha, receosa, com medo de algo que não sei bem o que é. Parece que presinto algo, mas não sei o quê, sinto-me assustada e estranha...

terça-feira, 24 de março de 2015

Se me perguntarem eu respondo

Idade…? Não corresponde à que consta no CC
Curso…? Tenho muitos e nenhum que dê mais valor ao meu nome. Tenho o da vida, o das amizades/amores falhados e uns tantos mini que por aí vou fazendo...
Primeiro emprego…? Numa loja grumet de vinhos (que saudades!)
Melhor emprego…? Ser catequista (embora não conte como emprego pois não sou remunerada!)
Hobby? Passear e estar com os amigos. Fazer todo o tipo de trabalhos manuais com madeiras, tecidos, feltros, fraldas e afins...
Máxima de vida…? Só Deus basta!
Cor…? Preto e Branco
Calçado favorito…? Todos os mais de 50 pares que habitam lá em casa... Mas destacam-se os saltos altos!
Peça de vestuário…? Interior (amo!) e calças de ganga
Animal…? Gatos (actualmente o Sansão e o Neko)
Sonhos...? Tenho muitos...
Comida preferida...? A da minha mãe e Bacalhau. Mas, sou um bom garfo e gosto de experimentar um pouco de tudo.
Uma qualidade...? Amiga incondicional do meu amigo.
Um defeito...? Prefeccionista
Detesta...? A falsidade, as condenações em massa, as injustiças e falta de amor entre as pessoas...
Não resiste...? Ui!!! A tanta coisa!!! A um perfume "especial", a mousse chocolate e/ou a um bom gelado, a um bom convite, a que me falem ao coração... E mais não posso dizer!
Música para energizar…? Happy,“Because I’m happy Clap along, if you feel like a room without a roof”
Transporte de todos os dias…? Carro, o meu carro! :)
O maior desafio…? Conseguir compreender e aceitar que certas pessoas sejam tão pouco "humanas". justas, correctas...
Se pudesse mudava...? Todas as injustiças relacionadas com a miséria, a fome, a guerra e saúde!
Se não estivesse no seu trabalho estava…? Numa missão humanitária ou a trabalhar nos meus sonhos...
Habilidade inata…? Dormir :) e gostar dos outros...
Momento de viragem…? Tive vários. Felizmente a vida há me fez alguns testes e obrigou-me a mudar o rumo das coisas.
Experiência memorável…? A minha primeira vez: numa JMJ, a viajar sozinha, a fazer uma viagem de carro sozinha, a fazer slide, a andar de montanha russa, a ir ao Moinho, a Paris, ao Porto, a Taizé... (sem ordem de importância)
Ideia(s) no horizonte…? Não sei se me é permitido…
Maior sonho...? Ser feliz!
Álbum para ouvir sem freio…? Qualquer um, sou boa ouvinte...
Filme…? Ui tenho tantos... Titanic, The Day After Tomorrow, Dos Deuses e dos Homens. Amigos Improváveis, Os Miseráveis, todos da Disney e mais um montão que não me recordo mas que por diversos motivos são "o meu filme"...
Actor…? Hugh Jackman
Actriz…? Angelina Jolie
Realizador…? Não faço a mínima. Desculpem!!!
Museu…? Do brinquedo e o Prado...
Livro de cabeceira…? Bíblia Sagrada e o meu...
Peça de teatro…? My Fair Lady
A viagem mais surpreendente…? Todas as que faço no meu interior...
...A mais desejada? A minha primeira JMJ
...A que ainda não fez…? Roma (e voltar a Paris)
Sabor que lhe traz mais saudade…? Rojões com Tripas enfarinhadas no Araújo (Porto)
Cidade para viver…? Porto
Lugar a visitar vezes sem conta…? Coimbra, porque tenho lá um pouco de mim; o Porto porque é uma cidade que me apaixonou desde o primeiro dia; Sintra por  ser o meu "eterno" lugar mágico...
Programa de televisão…? De momento, nenhum me prende mas gosto de ver o Got Talent Portugal.
Programa de rádio…? RFM a qualquer hora :)
Blogue a seguir religiosamente…? este :)
Leituras obrigatórias…? Bíblia, Palavras Soltas, Jornal Diário...
Não perde por nada…? A capacidade de me reerguer e de lutar...

sábado, 21 de março de 2015

O pouco é muito!

Hoje, quero contar-vos uma história verídica, muito real e pessoal, uma história onde o pouco é muito...
Passou-se no fim do último verão. Num dia de algum calor, estava longe de casa, de férias, entre amigas e, aparentemente com tudo para me sentir de bem com a vida e feliz, mas sentia-me só, cansada, distante e triste, sem aparentes certezas, o dia não ia correr bem, no fundo era o que eu sentia... E assim foi! Nesse dia magoei-me, menti a mim mesma ao crer ser forte e engoli toda a dor sentida, nas minhas faltas e frustrações como se fosse normal tudo que me estava a acontecer. Não era só um dedo magoado, era o fracasso, a solidão, a tristeza, a desilusão... Enfim, foi um dia complicado numas últimas férias que planearia de outro modo se fossem hoje. Mas foi o que tinha que ser, hoje sei-o! E como o sei?
Sei-o por uma foto - minha - que descobri no meio de tantas outras, dessas mesmas férias. Uma foto, onde tenho um sorriso sincero, simples, descontraído e, acima de tudo, feliz. Um sorriso assim num dia em que sorrir era tão pouco provável?! Mas, foi esse mesmo sorriso que hoje, neste dia da felicidade, me fez ver (ou relembrar) que basta muito pouco para fazer a diferença e um sorriso pode ser muito. Pode ser tudo! 
 

sexta-feira, 20 de março de 2015

Um pouco sobre mim

Não tenho escrito muito. Ando muito cansada, a acordar cedo (mesmo que sem razão para isso!) e depois à noite não consigo adormecer mais cedo do que o habitual (se bem que, nos últimos tempos, aterrei, quase inanimadamente, uma outra vez sobre a cama, sem saber ou crer "vestida e tudo". Mas isso são outras histórias) e, como consequência, acordo sempre com sono, sem descansar o suficiente, sempre com vontade de permanecer na cama mais umas largas horas. E, como é obvio, isto reflecte-se durante o meu dia! Ando sem energia e cheia de coisas...
Habitualmente, o mês de Março é sempre um mês muito complicado. No trabalho é sinónimo de impossível, os compromissos paroquiais e pessoais não ajudam e a tudo isso há que somar o papel de "ser mãe emprestada" e ainda tentar ter uma vida social mínima, não é de todo fácil! Já disse que ando muito cansada?

terça-feira, 10 de março de 2015

Às vezes perco-me no tempo

Deixei de contar o tempo, desde o momento em que estive contigo, mas a verdade é que preciso de contar o tempo, para saber quanto tempo ainda estarás comigo...


Sinto falta...


... de ver o mar!

#24 - Dicas para o homem perfeito

Chego tarde com esta publicação - que devia ter sido no dia 8 de Março "Dia da Mulher" - mas chego em grande!!! Simplesmente A D O R O este texto :), as imagens, os sapatos, o que dizem sobre nós mulheres e as verdades assumidas em palavras que, até podem ter sido ditas apenas para ficarem bem na revista, mas que são de facto verdades intemporais! E quem assume estas verdades só pode ser, ou estar muito perto de ser, um homem perfeito...



quinta-feira, 5 de março de 2015

Os 30 anos e as conversas da treta - Parte I

Eu bem sabia, ou já adivinhava, que a entrada na casa dos 30 ainda me ia dar muita vontade de rir... Sim porque a capacidade de me rir com pouco, isso dificilmente vou perder, nem aos 30, nem em idade alguma! Porque, se a vida já não é nada fácil, quanto mais seria se perdesse essa capacidade?
Mas, não me querendo desviar do assunto, eis o que me trás aqui: conversas da treta! Estas, sempre me irritaram aos 15/16 anos, aos 18, aos 20, aos 25... Por isso, agora imaginem bem como fico aos 30!!! E o que são conversas da treta??? São todas aquelas que surgem para te tentarem fazer sentir "uma criatura estranha"... Ainda há dois dias, alguém, veio para cima de mim com uma dita cuja: "Ah e tal, tu tens que deixar de procurar o príncipe encantado e tens que te contentar com o que aparece, com um qualquer normal." Desculpem, para quem não percebeu "ela" referia-se à única coisas que me faz falta: homens! (ai, pobre gente que não sabe o que diz! Pai perdoa-os!) E esta conversa não podia ser mais treta, porque nunca disse a tal pessoa que procurava quem quer que fosse. Não o disse, porque não ando à procura! Mas, ainda assim, não a deixei sem resposta, e numa tentativa de dar por concluída a conversa respondi "que procurava um que apenas lavasse a loiça e fizesse a cama". Mas se tivesse lido isto aqui :) antes, certamente, teria arrumado com esta conversa da treta de uma só vez! Está muito bom!!!