quinta-feira, 5 de março de 2015

Os 30 anos e as conversas da treta - Parte I

Eu bem sabia, ou já adivinhava, que a entrada na casa dos 30 ainda me ia dar muita vontade de rir... Sim porque a capacidade de me rir com pouco, isso dificilmente vou perder, nem aos 30, nem em idade alguma! Porque, se a vida já não é nada fácil, quanto mais seria se perdesse essa capacidade?
Mas, não me querendo desviar do assunto, eis o que me trás aqui: conversas da treta! Estas, sempre me irritaram aos 15/16 anos, aos 18, aos 20, aos 25... Por isso, agora imaginem bem como fico aos 30!!! E o que são conversas da treta??? São todas aquelas que surgem para te tentarem fazer sentir "uma criatura estranha"... Ainda há dois dias, alguém, veio para cima de mim com uma dita cuja: "Ah e tal, tu tens que deixar de procurar o príncipe encantado e tens que te contentar com o que aparece, com um qualquer normal." Desculpem, para quem não percebeu "ela" referia-se à única coisas que me faz falta: homens! (ai, pobre gente que não sabe o que diz! Pai perdoa-os!) E esta conversa não podia ser mais treta, porque nunca disse a tal pessoa que procurava quem quer que fosse. Não o disse, porque não ando à procura! Mas, ainda assim, não a deixei sem resposta, e numa tentativa de dar por concluída a conversa respondi "que procurava um que apenas lavasse a loiça e fizesse a cama". Mas se tivesse lido isto aqui :) antes, certamente, teria arrumado com esta conversa da treta de uma só vez! Está muito bom!!!

Sem comentários:

Enviar um comentário