terça-feira, 26 de maio de 2015

#30 Conversas

Hoje passei a manhã no Centro de Saúde e sinceramente o que se ouve por lá é algo, para lá do muito divertido. Tanto que estou a pensar seriamente passar por lá, de quando em vez, só para puder registar mais conversas. Really? Nop! Estou a brincar... Mas não resisto a partilhar a conversa que duas senhoras, já nada jovens, estavam a ter atrás de mim sobre as netas:
 - Pois para isso já vai tarde, já é velha.
 - Até eu quando casei, aos 26, já era velha.
 - Pois no nosso tempo, isso é muito velha. Mas agora...
 - E depois admiram-se, a casar aos 29, já vai haver muitas coisas que não vão puder fazer.
 - Sim! E algumas coisas, elas nem sabem como fazer.
 - Já nem vão a tempo de aprender...
 - Pois mas agora é assim. E ela, coitada ainda se vai casar. É que agora usam aquilo do se juntar e pronto.
 - Isto está tudo tão diferente...

Duas palavras apenas: MUITO BOM!
Uma dúvida que fica: O quê que ao 29 anos uma rapariga já não pode fazer, não sabe fazer ou já não tem tempo de aprender.
Um apontamento: Eu já passei da fase do "velha", certo?

1 comentário: