quarta-feira, 24 de junho de 2015

O meu querido mês de Junho

Bem lá no inicio deste mês disse que este seria um mês de términos e recomeços, um mês tranquilo, um mês cheio de coisas mais calmas, menos "profissionais" e mais lúdicas. E foi verdade, este mês tem sido isso tudo e muito mais. Mas, contrariamente ao que eu tinha planeado não tem sido um mês com muito tempo livre.
Neste mês já terminaram as aulas, as notas do meu "ratinho" foram muito boas e amanhã renovaremos a matricula e o caminho faz-se, cada vez mais, para a frente. Entretanto também já terminou a catequese e tivemos o nosso habitual passeio. Este ano fui tudo diferente! O ano acabou debaixo de muita chuva (tal como começou!) e o passeio foi feito com um calor infernal, num local especial, com algumas aventuras inesperadas, mas que - apesar de tudo - agradou a malta mais nova.
Neste mês tem havido um montão de coisas para fazer, lugares onde ir, coisinhas marcadas que não pesam, que são (ou deveriam ser!) puro divertimento, alegria, festa, descontracção e alívio por estarmos quase, quase de férias. O calorzinho bom lá vai aparecendo, de vez em quando e tem havido assim umas tantas coisinhas boas...
Junho começou com uma notícia forte, que me fez pensar na vida e na importância que podemos ter na vida de determinadas pessoas. Não é por acaso que a vida nos leva até determinadas pessoas! Depois houve logo o Festival do Rock da terra que tão bem me tem recebido... Não foi o festival! Não foi o que todos estávamos à espera, mas dentro das possibilidades até correu razoavelmente bem. Só foi pena não estarem muitas pessoas e as despesas não se pagarem com ajudas e boa vontade!
Depois, porque a vida é injusta e, de quando em vez, me absorve com coisas menos boas quase que me esquecia de um aniversário importante. Sinto um peso grande por estar - muito - em falta com pessoas muito importantes na minha vida. Mas, felizmente os verdadeiros amigos compreendem tudo!
Este mês trouxe consigo os arraiais, os manjericos, as sardinhas assadas e os bons dos Santos Populares. Gosto muito de festinhas, convívios, animação e marchas, claro está! Acho que é algo tão nosso, tão popular, tão português e tão bonito. Este ano fui para Lisboa, não consegui ir à Avenida, mas estive num bairro simpático e acolhedor, a Mouraria e esteve-se bem. Depois, o conselho também organizou as suas marchas e tem sido giro ver (sim não marcho nada de nada!)... 
No passado domingo foi dia de descanso merecido e também de recompensar o "ratinho" pelos  resultados conseguidos nos estudos. Por isso fomos até ao Badoka Park passar o dia. Estivemos em contacto com muitos animais e acabou por se muito, muito divertido... Ele estava eufórico e feliz. E eu confesso que também...

 


Mas o mês ainda não findou e terá um término muito especial...

Sem comentários:

Enviar um comentário