quinta-feira, 2 de julho de 2015

Excessivamente Feliz - Os agradecimentos

Para finalizar esta minha partilha sobre o meu grande fim-de-semana faltam alguns agradecimentos... Grandes OBRIGADAS que serão sempre pouco perante o que as pessoas me fazem ser e sentir de algum modo. Obrigada, por graças a todos vocês, eu puder ser um pouco melhor a cada dia...
Porque há coisas que não se agradecem e a amizade é uma delas!


Em primeiro  lugar tenho que agradecer ao meu grupo de catequese, todos os que ousaram ir para a Casa de Saúde do Telhal comigo puderam sentir na pele como eu sou apaixonada pelas pessoas e, mais concretamente, pelo ajudar o outro.
Vocês são muito especiais! Obrigada pelo orgulho desmedido que me fazem sentir a cada passo novo que dão, a cada gesto, a cada entrega... É um orgulho muito grande ter contribuído para a construção de homens e mulheres tão bons como vocês. Vocês são lindos! São grandes, espectaculares, são brutais! Não me canso de repetir o quanto me surpreenderam ao terem-se apaixonado tão rapidamente por todas aquelas pessoas... Vocês marcaram a diferença na vida de todas as pessoas com que se cruzaram, ao serem puros, verdadeiros, genuínos e capazes de enxergar para lá daquilo que os olhos vêm! Vocês demonstraram ter muito mais do que a idade que efectivamente têm, mostraram ser grandes! E mais, mostraram ser capazes de fazer grandes coisas... 
Este fim-de-semana aprendi muito com vocês, a sério! Quando vos via a sorrir, a dar a mão aos utentes, a alimentá-los, a caminhar junto deles, a limpar (muita!) baba, a admirarem-se por tudo o que acontecia à vossa volta como se num mundo mágico se tratasse, acreditem que eu aprendia convosco... Aprendi a admirar sete jovens que são especiais, boas pessoas, generosos de coração, hospitaleiros, companheiros e capazes de mudar o mundo! 
Como já vos disse - com orgulho! - convosco vivi os 10 melhores anos da minha vida! E vou estar sempre do vosso lado... Vou ajudar-vos em tudo  e serão, para sempre, os meus meninos... Parabéns!!! E não queiram nunca ser menos do que excessivamente felizes!


Depois, à J. Obrigada por desde de muito cedo te teres comprometido a ir comigo e a ajudar-me no caso de algo puder correr menos bem, Não foi necessário porque estávamos com miúdos especiais. Mas ainda assim foi importante estares comigo. És mais do que uma companheira, uma amiga, és família de sangue e coração... E já o tens demonstrado várias vezes. Este fim-de-semana foi só mais um entre muitos partilhados com alegria e amizade.


À minha pequena pipoca T.: és linda! E eu gosto de ti, pronto. Por tudo, obrigada! Foi bom estares comigo, ajudares e acompanhares as minhas piquenas... Sabes bem que, por toda a história de vida que em tão pouco tempo partilhamos, que é verdadeira esta amizade. E isso viu-se quando aceitas-te na hora o meu convite e pedido de ajuda... Foste/és uma "louca" presença que se mostra grande muitas vezes... Tive muita pena que não tivesses o tempo todo. Há tantas mais coisas que se podiam dizer, mas basta-me relembrar do que falamos, vivemos, sentimos juntas neste "fim de semana de loucos". Gosto da tua força, do teu carinho especial pelo Deodato, da tua espontaneidade...

T. e E., meus queridos! É impossível não ter para vocês um OBRIGADA do tamanho do mundo... Gosto mesmo de vocês!!!
T. és o meu "preto" preferido, com um coração e sorriso do tamanho do universo e o facto de teres ido connosco mostra o tamanho da tua generosidade. Sei que não nos conhecemos assim há tanto tempo, sei que a amizade tem vindo a fazer-se com pequenas parvoíces, mas também sei que és grande! E foi por essa grandeza que vieste dar duas mãozinhas. 


E., como te costumo dizer, "és tão boa pessoa que até doí!". Mas eu já gosto um bocadinho de ti! Confesso que tinha receio, era a tua primeira vez e, apesar de adulto, podias não ser uma grande ajuda. Mas foste! Foste uma grande ajuda, uma grande presença e uma caixinha de surpresas muito grande... Admiro (e reconheço-me) na tua capacidade de dizer sempre sim a tudo! Apesar dos disparates que dizes, sei que a nossa amizade vai prevalecer e continuar por muito tempo (mínimo próximos 10 anos!)... Obrigada pelas lágrimas!!! Pelas minhas que por tua causa chorei a rir por duas vezes e pelas tuas que me mostraram a pessoa sensível que és.

Fernando de Oliveira no seu caso as palavras são poucas e insuficientes para lhe agradecer tudo! Este grupo era especial e o Fernando percebeu isso desde o primeiro instante e ajudou-os muito. Ver para lá do borrão! Eles e eu nunca esqueceremos. E, este foi o primeiro de muitos encontros...

À família Seara de Cristo, de quem recorri para algumas ajudas: obrigada por terem estado connosco em caminho e oração, e obrigada B.C. pela mensagem que partilhei num momento de oração. Somos um só no que diz respeito ao servir os que sofrem...

Por fim, tenho que deixar um agradecimento a todos os enfermeiros e auxiliares que nos receberam tão bem nos seus trabalhos, nos ensinaram, orientaram e ajudaram... O que fazem tem o seu mérito próprio e vocês são grandes por isso... 

Sem comentários:

Enviar um comentário