sexta-feira, 6 de novembro de 2015

A queda de um Homem

Sou uma pessoa que não consegue dizer que não a nada... 
Com o passar dos anos as coisas começam a ser mais racionais, já consigo parar para pensar se consigo e/ou se efectivamente o quero fazer antes de dar uma resposta. Até já vou dizendo que talvez, ou que é complicado, que o tempo é pouco... Vou enrolando o assunto, para não ter que me meter em mais uma coisa e outra e mais outra... Enfim. Mas, quando me falam ao coração, eu aí não consigo mesmo! Quando me dizem coisas, colocando crianças ou idosos em situações de risco, abandono, miséria, fome, carência de coisas básicas e de afetos... Aí o meu coração não me deixa recusar! E foi o que aconteceu, mais uma vez, ontem!
Pediram-me se eu me importava de fazer um favor ao Sr.A. e eu disse que sim, uma vez que até era a caminho de casa. Fui ao seu encontro, bati à porta e esperei tanto tempo que até me preocupei se estaria tudo bem, receei por momentos o pior e, se por instantes pensei que estava sozinha, na noite escura à porta de um desconhecido, logo recuei quando a porta se abre e vejo "um velhinho" numa cadeira de rodas com um cão a seu lado e mais nada. E quando digo mais nada, digo-o mesmo no sentido mais frio da palavra: mais nada. Uma casa vazia de tudo! De tudo, menos de valores... O Sr.A cativou-me o coração, não só pela frágil aparência, mas sobretudo pelo seu discurso, pela conversa que tivemos, pela sua história de vida...
Não posso partilhar o conteúdo de uma conversa que mexeu muito comigo e com o que sou, não posso invadir (mais do que já fiz ontem!) a privacidade de uma pessoa assim... da noite para o dia. Mas, posso sempre fazer algo. E não ficar indiferente! O Sr.A deu uma queda brutal e das complicações da mesma teve que amputar uma perna, depois o coração não resistiu e desde então os problemas de saúde roubaram-lhe tudo. Tudo! Até coisas que não era suposto! Um Senhor com história, com estudos, dono de uma boa casa, empresas, uma biblioteca particular de mais de 5000 livros, uma cultura e uma vida inimagínavel até cair! Um Senhor cuja a vida lhe fez cair...


1 comentário: