segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

29 de Novembro de 2015

Nasceu mais um projecto! Um filho muito amado...
O fim-de-semana passado foi uma autêntica loucura! Mas uma loucura boa, muito boa aliás. Entretanto, ainda não tive tempo de o registar por aqui, porque o tempo é pouco para o tanto que há para contar... Mas, começando pelo inicio, na sexta-feira não trabalhei, tirei a tarde do meu local de trabalho oficial e fui com a amiga TV para Lisboa, almoçámos por lá, aproveitámos um pouquinho da "Black Friday" (O Colombo estava infernal!!!) e fomos rumo à sede do Banco Alimentar (BA) para levantar o material de campanha do supermercado onde sou chefe de equipa...
Depois, voltamos, fizemos mil e muitas coisas; fomos preparar a igreja para uma noite importante e, depois ainda fizemos mais umas tantas coisas, jantámos por ali mesmo e eis que se dá um dos momentos mais esperados dos últimos tempos! Nessa noite, na noite de 27 de Novembro de 2015, "os meus meninos" comprometeram-se numa noite de oração muito singela, ímpar e sentida a viver ao estilo de Jesus, Maria e Vicente, assumindo que querem fazer parte da família JMV para irem mais além... Também nessa noite à 185 anos atrás, Catarina Laboré estava junto de Nossa Senhora e, ao receber as indicações para a medalha milagrosa, se comprometia com Maria...
Nesta noite éramos muitos. Entre nós (eu e eles) estiveram muitos amigos, pessoas que de algum modo fazem caminho com eles e lhes quiseram dizer o quão felizes são com este estilo de vida de ontem, de hoje e para sempre, pois JMV um dia, JMV para todo o sempre... Gostei de perceber que somos tantos!!! De sentir que somos tantos e que estamos a crescer... Gostei que o grupo que me acolheu estivesse em peso, gostei da presença da SF e do seu testemunho e gostei que os miúdos mais novos tenham interrompido os estudos para testemunharem este compromisso, gostei de sentir que havia uns tantos que não puderam estar fisicamente, mas que o estiveram em oração e espírito e gostei de sentir que o meu coração se enche de orgulho por estas "criaturas lindas" que acompanho estarem em igreja pelos motivos certos. E hoje, passados alguns dias, percebi que só esteve (mental e fisicamente) quem fazia sentido estar... Quem se importa, quem ama, quem é generoso, quem se empenha no crescimento desta família, quem sabe ser JMV a sério!!!
A noite terminou com um chá partilhado entre todos os amigos presentes. E estávamos todos tão felizes!!! Depois, arrumámos a igreja toda, preparámos mais umas coisinhas para o domingo seguinte e fui/fomos descansar, pois o melhor ainda estaria para vir! E havia tanto por fazer...
No outro dia o acordar foi madrugador. Fui com o amigo EV abrir a campanha do BA, fomos buscar a carrinha ao Lar para o transporte e o dia foi toda uma correria crescente entre a campanha no supermercado, as compras para a festa do dia seguinte, o arrumar o espaço do almoço, o fazer o bolo para o dia seguinte e o sermos imensamente felizes com aquilo que fazemos!
A noite, para não ser diferente da anterior, acabou às tantas porque o nosso enorme bolinho foi feito por nós, deu muito trabalho, mas ficou a cara do grupo: simples, lindo e cheio de mensagem. Em breve, quando tiver as fotos do bolo (e do dia) faço - prometo! - uma foto reportagem e mostro em imagens o que às vezes não se consegue mostrar por palavras... Depois, ainda deixámos o "mega bolo" na igreja e fomos tentar descansar (obrigada TF, JS, TV!!!), pois o dia seguinte era o GRANDE DIA.
No domingo - dia 29 de Novembro de 2015 - o despertador tocou ainda de madrugada e a cama correu comigo na hora. Voltei a madrugar e, depois de um duche revitalizante, saí feliz e esperançada para estar presente naquele que era um dia muito desejado por todos, um dia cuja a história começa com um "É desta vez..."!
Cheguei à igreja à hora marcada, colocamos os guiões nos bancos, sorrimos uns para os outros, mostramos o quanto gostamos uns dos outros e da família que os iria acolher, despachamos os poucos pormenores que faltavam, eles procuraram o Sacramento do Perdão para que o dia fosse ainda mais sentido e eis que os nervos apertavam a cada segundo que passava!
Li-lhes, com uma lágrima escondida no canto do olho, uma mensagem da nossa querida M. e confortei-os na altura em que lhes dei a pior notícia do dia. Porque sempre lhes fui verdadeira, tive que lhes dizer pessoalmente que o nosso querido Pe Leitão não estaria com eles porque se encontrava hospitalizado... Foi duro e triste. Vi-o nos seus rostos. Mas, a nossa oração esteve com ele, assim como a sua força esteve connosco. E, ele foi muito bem lembrado naquele dia! No fundo, esteve connosco, no nosso coração. Esteve ele e estiveram muitos outros! (Obrigada a todos os amigos JMV pelo carinho, pelas mensagens e pelas orações...)
Para este dia, tinha-lhes preparado uma grande surpresa: a presença de alguém especial. Eles sabiam que havia uma surpresa, mas estavam longe de imaginar que alguns dos utentes do Telhal e o grande Fernando Oliveira estariam presentes neste momento tão importante para eles. Por isso, quando entro com o D. e eles o veem, os seus olhinhos brilharam e a felicidade foi total... Alguns não percebiam o que estava a acontecer, outros sentiam-se emocionados, outros de tal modo felizes que não conseguiam sequer falar. Foi tão bonito! Os utentes, esses estavam radiantes... E eu, de novo, de coração cheio e orgulhoso...

(continua...)

Sem comentários:

Enviar um comentário