quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Em balanço...

Este ano foi um ano muito, muito bom! Gostava que o próximo fosse apenas igual...
Para 2015 desejei saúde, amor, paz, fé, "limpeza" de coração e tempo. 
No campo da saúde, não foi mau o ano, comparando com os anteriores, claro! A minha irmã sobrevive com a história e marcas de uma doença demasiado cruel, a minha mãe deu uma grande queda e, para além de ter desmanchado um braço, está com problemas nos cristais dos ouvidos, e os sinais da idade começam a manifestar-se com alguma intensidade. Depois, todos os outros meus familiares e amigos, vão andando... Eu, neste momento, e depois de algum descuido neste campo da saúde, aguardo os resultados de alguns exames que fiz em Dezembro e rezo para que 2016 me traga boas notícias neste campo. Nunca se sabe!!!
No que se refere ao amor, continuo convicta de que há muita falta de amor por este mundo fora.. E este será um desejo de sempre! Posso parecer tola, meio tonta, sonhadora, mas acredito que se todos se esforçassem um pouco mais, seria possível... 
Em relação à paz, esta constrói-se todos os dias! E no que me diz respeito, tenho tentado fazer o que me compete no meu dia-a-dia e acho que o ano que passou até foi bastante tranquilo, evito cada vez mais conflitos e confusões, por isso a paz é mais fácil de atingir, sobretudo a interior! No que se refere à Paz no mundo, essa infelizmente, parece cada vez mais uma miragem e os conflitos estão, no meu ponto de vista, directamente relacionados, com o ponto anterior... Enfim, mundo perfeito, como eu anseio por ti...
No campo da minha fé, infelizmente, podia ter sido um ano mais firme, mais convicto, mais assertivo, menos distante, mais presente, mais sólido! Mas o amor de Deus é algo que me deixa sempre imensamente perdida... Apesar de toda as minhas dúvidas, presenças distantes e mesmo ausências, quando vou ao Seu encontro, Ele recebe-me sempre como ao filho pródigo! Vivi em 2015 grandes momentos que me mostram isso mesmo e, por isso, só me posso alegrar (e tentar melhorar!).
A limpeza do coração é uma coisa tramada, sabiam? No inicio deste ano, quando o programei estava a contar tirar do meu peito pessoas e coisas que acabaram por ficar (há pessoas demasiado importantes na vida para lhe dizermos adeus!). Mas, em contrapartida, saíram outras! Houve pessoas que saíram da minha vida e, aos poucos, do meu coração de forma livre, espontânea e sem eu estar minimamente à espera... Mas só parte, quem efectivamente não tem que estar e ficar!!! Assim acontece com "aquelas" obrigatoriamente tiveram que ficar e vieram algumas outras que eu não esperava! O meu coração é de facto uma caixinha desarrumada, onde felizmente possuo muitas pessoas, coisas, lembranças, memórias, gestos e tudo mais com carinho e a certeza de que assim quero continuar... Contudo haverá sempre espaço para quem vier por bem, pois também tenciono ir limpando a casa aos poucos, sempre que seja necessário.
E o tempo? Bem, esse danado do tempo é que me trama e chateia todos os planos, mas acho que até já nos damos melhor... Mas será, um dos meus eternos problemas! Continuo a correr para todo o lado, chego muitas e muitas vezes atrasada, marco coisas sobrepostas, queixo-me e refilo que "não tenho tempo", que não durmo, que ando cansada... Mas a verdade é que o meu tempo é, cada vez mais, muito precioso e, embora tenha que continuar a saber geri-lo cada vez melhor, a verdade é que as coisas até estão a melhorar e este ano tive tempo para quase tudo o que mais amo!
E por falar em tempo, falta muito pouco, para recomeçar de novo, um ano novo!!!

Sem comentários:

Enviar um comentário