quarta-feira, 5 de julho de 2017

Vem aí o tempo da leitura!!!

Sempre gostei de ler, houve uma altura em que gostava mesmo muito de ler, por consequência passei a ler muito e, às vezes conseguia até ler dois e três livros ao mesmo tempo, sem nunca me perder nas histórias e adorava. Férias escolares incluíam sempre leitura! Acho que quando era pequena essa leitura foi um pouco imposta, pois a minha mãe sempre gostou e gosta, leu e lê muitos livros... Mas depois, eu própria já não me via nas férias sem um livro: Natal, Páscoa e, principalmente, no verão era tempo de devorar livros. 
Há uns tempos atrás - quiçá anos! - deixei de o conseguir fazer, os livros mantinham-se na mesinha de cabeceira mas a leitura, essa foi passando para outros planos... até que numa limpeza drástica ao quarto arrumei os livros numa prateleira (não na estante dos livros!) para os ir lendo e hoje até já estão mesmo na estante. :( Claro que, no meu quarto, continuam a existir livros na mesinha de cabeceira: a Bíblia sagrada, o You Cat, este ano alguns marianos, o guia do catecismo... E, é claro, que eu continuo a ler muito! Mas agora leio esse tipo de livros, jornais diários, blogues e trinta por uma linha que se leia! Mas, um bom livro, daqueles grossos com letras miudinhas e uma história que me agarre? Esse não leio há imenso tempo... O último que li - completo! - acho que foi por altura em que fiz 30 anos: "O problema não és tu sou eu" de Ana Garcia Martins, e lembro-me que na altura o resolvi ler por ser assim uma coisa "piquena, leve e engraçada" e pronto!

Mas, as coisas mudaram! Há uns dias que sempre que passava pela feira do livro no hipermercado mais próximo, umas vozinhas gritavam por mim, implorando que eu parasse e, sobretudo, que os levasse para casa... Andei a ver títulos, ler prefacios e ontem o primeiro que agarrei, comprei!!! O título por si só já me fazia "sonhar", li a contracapa e era um romance... 
Nunca tinha lido nenhum livro daquela autora, mas parecia-me bem, o nome não era de todo desconhecido e não pensei duas vezes. Pronto! "A doçura da Chuva" vive agora no meu quarto, na minha mesa de cabeceira e já li algumas páginas... Este verão vou retomar a leitura!

Sem comentários:

Enviar um comentário